Home / Europa / Espanha / Saragoça: o estilo mudéjar de Aragão
Basílica de Nuestra Señora del Pilar, Zaragoza, Aragão, Espanha. Author German (Hayakvoy). Licensed under the Creative Commons Attribution
Basílica de Nuestra Señora del Pilar, Saragoça (Zaragoza), Aragão, Espanha. Author German (Hayakvoy)

Saragoça: o estilo mudéjar de Aragão

Saragoça – ou Zaragoza em castelhano – com 650 mil habitantes é uma das cidades mais importantes da Espanha e a capital do Aragão. Saragoça está localizada a meio caminho entre Madrid e Barcelona a partir dos quais é distante de 300 km. A cidade está localizada a 200 metros acima do nível do mar e é atravessada pelo rio Ebro.

O nome da cidade é derivado de sua antiga origem romana. A cidade foi fundada pelos romanos sob o nome de Colonia Caesaraugusta em 15 AD. Ao longo dos séculos I e II da era cristã Saragoça romana teve seu auge. Durante este período foram construídas grandes obras públicas, algumas das quais são ainda visíveis hoje, incluindo o fórum, o porto fluvial, os banhos, o teatro e o anfiteatro.

Após a queda do Império Romano a cidade foi conquistada em 714 pelos árabes, que chamaram-a Saraqusta. Saragoça fazia inicialmente parte do Califato de Córdova e em seguida entre 1018 e 1110 tornou-se a capital do reino independente conhecido como Taifa de Saraqusta. Durante este período reinava o esplendor na cidade. Em 1110 a cidade foi conquistada pelos Almorávidas e finalmente em 1118 foi recapturada pelas tropas cristãs de D. Afonso I, el Batallador, e tornou-se a capital do reino de Aragão, um dos reinos mais importantes na história de Espanha.

QUE VER: AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES DE SARAGOÇA (ZARAGOZA)

Palacio de la Aljafería, Zaragoza, Aragão, Espanha. Author Currybet. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike

Palacio de la Aljafería, Zaragoza, Aragão, Espanha. Author Currybet

A área mais rica de monumentos históricos é a cidade antiga, a qual pode ser acedida atravessando o Ebro na Ponte de Santiago, rica em monumentos de todos os estilos. Existem edifícios do período romano, árabe e aragonês. Os três edifícios mais importantes da cidade são: a Basílica de El Pilar, a Catedral de El Salvador (La Seo) e o Palácio de La Aljafería.

A Basílica de El Pilar, localizada numa das maiores praças da Europa, é a maior igreja barroca de Espanha. O trabalho da sua construção iniciou-se em 1681, projetado pelo arquiteto real Francisco de Herrera. Suas dimensões são de 130 metros de comprimento por 67 metros de largura. A basílica é coroada por 11 cúpulas: dez lanternas e quatro torres.

A igreja tem três naves: A central é dividida pelo altar-mor, colocado sob a cúpula central e sob as outras duas cúpulas elípticas das outras naves estão a Santa Capilla de la Virgen del Pilar, o coro e o órgão. O interior da cúpula é pintado com muitas pinturas de Goya e Francisco Bayeu. A basílica abriga a Santa Columna e uma pequena imagem de madeira da Virgem.

A Catedral de Salvador (La Seo), construída no século XII sobre as ruínas da mesquita, foi ampliada e modificada nos séculos seguintes. Atingindo o seu aspecto actual, apresenta uma sucessão de vários estilos. Ele varia do românico ao gótico, do mudéjar ao barroco. Entre a arte mudéjar devem ser mencionados a abside, a parroquieta de San Miguel e o Cimborio. Uma obra de arte magnífica é o retábulo (retablo) do altar-mor em alabastro policromado, feito por Père Johan e Hans de Suábia. É considerado como uma das obras mais importantes do gótico europeu.

Palacio de la Aljafería, Zaragoza, Aragão, Espanha. Author Escarlati. No Copyright

Palacio de la Aljafería, Zaragoza, Aragão, Espanha. Author Escarlati

O Palácio de La Aljafería é uma construção árabe do século XI, que foi o palácio do rei da Taifa de Saraqusta: Al-Muqtadir. O edifício é o único testemunho conservado dum grande edifício dos reinos islâmicos da Taifa (século XI). Após a reconquista tornou-se a residência dos reis do Aragão e foi então a sede da Inquisição e é hoje a sede das Cortes de Aragão.

No contexto da arquitectura mudéjar no Aragão o UNESCO declarou Património Mundial os restos do palácio do Aljafería em 2001 e depois também a abside, o Cimborio e a Parroquieta San Miguel de La Seo (Catedral), a torre e a igreja paroquial de San Pablo.

Outras atrações da cidade são a antiga muralha romana e o Teatro Romano. Entre as igrejas no estilo mudéjar do século XIV podemos citar a igreja de San Pablo, a igreja de San Gil Abad, a igreja de San Miguel de los Navarros e a Igreja Paroquial de Santa Maria Madalena. Do período medieval datam a Torreon de la Zuda, o Arco e a Casa do Decano, a Ponte de Pedra, o Convento do Santo Sepulcro, os Baños judios, a Torreón de Fortea e os restos das antigas muralhas medievais.

Zaragoza, Aragão, Espanha. Author Bnahnmnp. No Copyright

Zaragoza, Aragão, Espanha. Author Bnahnmnp

Entre as obras do Renascimento figuram a Lonja, a velha Bolsa construída entre 1541 e 1551, o Palácio de los Condes de Morata, o Palácio de los Luna, a Casa Palácio de los Condes de Sástago, a Casa Palácio de los marqueses de Montemuzo, a Basílica de Santa Engracia, o Patio de la Infanta, o Palácio Armijo e a Casa Aguilar, que abriga uma coleção de obras do pintor aragonês Goya. Na cidade há também edifícios interessantes barrocos e neoclássicos.

A nova cidade é a parte mais vital e mais movimentada da cidade entre a Plaza de España, o Paseo de la Independencia e a Plaza de Aragão. No centro da cidade moderna existem as principais atividades comerciais. Perto da Plaza de Aragon fica o Patio de la Infanta, que abriga obras de Goya. Não muito longe chega a um dos lugares mais bonitos de Saragoça: o Parque Primo de Rivera.

Entre os museus de Saragoça são o Museu do fórum romano, o Museo del puerto fluvial e o Museo de Las Termas Públicas. A não perder para os amantes do gênero: o Museo Tapices de la Seo com uma notável colecção de estofos dos séculos XV-XVIII, considerada como uma das mais importantes coleções de seu tipo na Europa. Baseava-se em Saragoça também uma universidade histórica, fundada em 1474. Em 2008 a partir de 14 junho até 14 setembro Saragoça foi o local da Expo Zaragoza 2008, uma Exposição Internacional. Entre os destinos ao redor de Saragoça podemos citar os Cinco Villas, Calatayud, Huesca, a segunda maior cidade do Aragão, Fuendetodos, local de nascimento de Goya e o território deserto de Monegros.

COMO MOVER-SE: TRANSPORTE URBANO DE SARAGOÇA (ZARAGOZA)

O transporte urbano de Saragoça conta com uma rede de autocarros urbanos, operada pela TUZSA (Transportes Urbanos de Zaragoza SA), que inclui 28 linhas regulares e 7 linhas noturnas. Saragoça completou em 2013 a primeira linha da rede de eléctrico, que atravessa a cidade de norte a sul. O comprimento desta linha é de 12,8 km.

COMO CHEGAR: VOOS PARA SARAGOÇA (ZARAGOZA)

O Aeroporto de Saragoça (IATA: ZAZ) é um pequeno aeroporto, que está localizado a 16 km a oeste de Saragoça. Há poucas ligações aéreas para este aeroporto. Entre as companhias aéreas, que aterram em Sargoça há Vueling, Ryanair e Wizz Air.O Aeroporto de Saragoça é um dos aeroportos utilizados pela NASA como um local de aterragem de emergência para o Space Shuttle no caso dum Transoceanic Abort Landing (TAL).

O clima de Saragoça.

Texto português corrigido por Dietrich Köster. 

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: