Home / Europa / Espanha / Saragoça: o estilo mudéjar de Aragão

Saragoça: o estilo mudéjar de Aragão

Saragoça – ou Zaragoza em castelhano – com 650 mil habitantes é uma das cidades mais importantes da Espanha e a capital do Aragão. Saragoça está localizada a meio caminho entre Madrid e Barcelona a partir dos quais é distante de 300 km. A cidade está localizada a 200 metros acima do nível do mar e é atravessada pelo rio Ebro.

O nome da cidade é derivado de sua antiga origem romana. A cidade foi fundada pelos romanos sob o nome de Colonia Caesaraugusta em 15 AD. Ao longo dos séculos I e II da era cristã Saragoça romana teve seu auge. Durante este período foram construídas grandes obras públicas, algumas das quais são ainda visíveis hoje, incluindo o fórum, o porto fluvial, os banhos, o teatro e o anfiteatro.

Após a queda do Império Romano a cidade foi conquistada em 714 pelos árabes, que chamaram-a Saraqusta. Saragoça fazia inicialmente parte do Califato de Córdova e em seguida entre 1018 e 1110 tornou-se a capital do reino independente conhecido como Taifa de Saraqusta. Durante este período reinava o esplendor na cidade. Em 1110 a cidade foi conquistada pelos Almorávidas e finalmente em 1118 foi recapturada pelas tropas cristãs de D. Afonso I, el Batallador, e tornou-se a capital do reino de Aragão, um dos reinos mais importantes na história de Espanha.

QUE VER: AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES DE SARAGOÇA (ZARAGOZA)

A área mais rica de monumentos históricos é a cidade antiga, a qual pode ser acedida atravessando o Ebro na Ponte de Santiago, rica em monumentos de todos os estilos. Existem edifícios do período romano, árabe e aragonês. Os três edifícios mais importantes da cidade são: a Basílica de El Pilar, a Catedral de El Salvador (La Seo) e o Palácio de La Aljafería.

A Basílica de El Pilar, localizada numa das maiores praças da Europa, é a maior igreja barroca de Espanha. O trabalho da sua construção iniciou-se em 1681, projetado pelo arquiteto real Francisco de Herrera. Suas dimensões são de 130 metros de comprimento por 67 metros de largura. A basílica é coroada por 11 cúpulas: dez lanternas e quatro torres.

A igreja tem três naves: A central é dividida pelo altar-mor, colocado sob a cúpula central e sob as outras duas cúpulas elípticas das outras naves estão a Santa Capilla de la Virgen del Pilar, o coro e o órgão. O interior da cúpula é pintado com muitas pinturas de Goya e Francisco Bayeu. A basílica abriga a Santa Columna e uma pequena imagem de madeira da Virgem.

A Catedral de Salvador (La Seo), construída no século XII sobre as ruínas da mesquita, foi ampliada e modificada nos séculos seguintes. Atingindo o seu aspecto actual, apresenta uma sucessão de vários estilos. Ele varia do românico ao gótico, do mudéjar ao barroco. Entre a arte mudéjar devem ser mencionados a abside, a parroquieta de San Miguel e o Cimborio. Uma obra de arte magnífica é o retábulo (retablo) do altar-mor em alabastro policromado, feito por Père Johan e Hans de Suábia. É considerado como uma das obras mais importantes do gótico europeu.

O Palácio de La Aljafería é uma construção árabe do século XI, que foi o palácio do rei da Taifa de Saraqusta: Al-Muqtadir. O edifício é o único testemunho conservado dum grande edifício dos reinos islâmicos da Taifa (século XI). Após a reconquista tornou-se a residência dos reis do Aragão e foi então a sede da Inquisição e é hoje a sede das Cortes de Aragão.

No contexto da arquitectura mudéjar no Aragão o UNESCO declarou Património Mundial os restos do palácio do Aljafería em 2001 e depois também a abside, o Cimborio e a Parroquieta San Miguel de La Seo (Catedral), a torre e a igreja paroquial de San Pablo.

Outras atrações da cidade são a antiga muralha romana e o Teatro Romano. Entre as igrejas no estilo mudéjar do século XIV podemos citar a igreja de San Pablo, a igreja de San Gil Abad, a igreja de San Miguel de los Navarros e a Igreja Paroquial de Santa Maria Madalena. Do período medieval datam a Torreon de la Zuda, o Arco e a Casa do Decano, a Ponte de Pedra, o Convento do Santo Sepulcro, os Baños judios, a Torreón de Fortea e os restos das antigas muralhas medievais.

Entre as obras do Renascimento figuram a Lonja, a velha Bolsa construída entre 1541 e 1551, o Palácio de los Condes de Morata, o Palácio de los Luna, a Casa Palácio de los Condes de Sástago, a Casa Palácio de los marqueses de Montemuzo, a Basílica de Santa Engracia, o Patio de la Infanta, o Palácio Armijo e a Casa Aguilar, que abriga uma coleção de obras do pintor aragonês Goya. Na cidade há também edifícios interessantes barrocos e neoclássicos.

A nova cidade é a parte mais vital e mais movimentada da cidade entre a Plaza de España, o Paseo de la Independencia e a Plaza de Aragão. No centro da cidade moderna existem as principais atividades comerciais. Perto da Plaza de Aragon fica o Patio de la Infanta, que abriga obras de Goya. Não muito longe chega a um dos lugares mais bonitos de Saragoça: o Parque Primo de Rivera.

Entre os museus de Saragoça são o Museu do fórum romano, o Museo del puerto fluvial e o Museo de Las Termas Públicas. A não perder para os amantes do gênero: o Museo Tapices de la Seo com uma notável colecção de estofos dos séculos XV-XVIII, considerada como uma das mais importantes coleções de seu tipo na Europa. Baseava-se em Saragoça também uma universidade histórica, fundada em 1474. Em 2008 a partir de 14 junho até 14 setembro Saragoça foi o local da Expo Zaragoza 2008, uma Exposição Internacional. Entre os destinos ao redor de Saragoça podemos citar os Cinco Villas, Calatayud, Huesca, a segunda maior cidade do Aragão, Fuendetodos, local de nascimento de Goya e o território deserto de Monegros.

COMO MOVER-SE: TRANSPORTE URBANO DE SARAGOÇA (ZARAGOZA)

O transporte urbano de Saragoça conta com uma rede de autocarros urbanos, operada pela TUZSA (Transportes Urbanos de Zaragoza SA), que inclui 28 linhas regulares e 7 linhas noturnas. Saragoça completou em 2013 a primeira linha da rede de eléctrico, que atravessa a cidade de norte a sul. O comprimento desta linha é de 12,8 km.

COMO CHEGAR: VOOS PARA SARAGOÇA (ZARAGOZA)

O Aeroporto de Saragoça (IATA: ZAZ) é um pequeno aeroporto, que está localizado a 16 km a oeste de Saragoça. Há poucas ligações aéreas para este aeroporto. Entre as companhias aéreas, que aterram em Sargoça há Vueling, Ryanair e Wizz Air.O Aeroporto de Saragoça é um dos aeroportos utilizados pela NASA como um local de aterragem de emergência para o Space Shuttle no caso dum Transoceanic Abort Landing (TAL).

O clima de Saragoça.

Texto português corrigido por Dietrich Köster. 

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: