Home / Oceania / Nova Zelândia / Rotorua: termas e maravilhas naturais

Rotorua: termas e maravilhas naturais

Rotorua com 55.900 habitantes é um dos principais destinos turísticos da Nova Zelândia, famoso por sua atividade geotérmica, incluindo géiseres e piscinas de lava fervente. A cidade está localizada ao longo da margem sul do lago homónimo na região da Bay of Plenty no coração da North Island a 230 km a sudeste de Auckland.

O Lago de Rotorua com 79 km² é um dos 16 lagos da região. No seu centro encontra-se a ilha de Mokoia. O lago é de origem vulcânica e foi formado numa cratera, cuja erupção ocorreu pela última vez há 240.000 anos. Vários outros lagos vulcânicos não ficam longe a leste de Rotorua em torno da base do vulcão ativo do Monte Tarawera com 1.111 metros de altitude. Os maiores são os lagos de Tarawera com 41 km², Rotoiti com 34 km², Okataina com 10 km², Rotomahana com 8 km², Rerewhakaaitu com 8 km², Rotokakahi (Green Lake), Tikitapu (Blue Lake), e Okareka.

Rotorua é o lar espiritual dos Maoris, que representam uma grande parte da população da cidade. Mais dum milhão de pessoas visitam cada ano Rotorua e a cultura e o património maori influênciam a maioria das atividades, que Rotorua oferece: De refeições cozinhadas à maneira polinésia em fornos subterrâneos com pedras quentes, a música e a dança, aos museus e artes e objetos do povo maori. No Tamaki Maori Village pode visitar a reconstrução duma aldeia maori e viver por algumas horas imerso na cultura e na vida dos Maoris.

A área de Rotorua foi habitada pela tribo maori de Te Arawa, que instalaram-se aqui há 600 anos. Os primeiros missionários brancos chegaram lá em 1835. Com a sua chegada foram desenvolvidos a partir do ponto de vista terapêutico as fontes termais da região. O antigo banho termal de Rotorua (Rotorua bathhouse) está localizado nos Government Gardens num grande edifício de estilo Tudor, que agora abriga o Museu de Arte e História de Rotorua (Rotorua Museum of Art and History), que exibe coleções de artes plásticas, fotografias, a história social e objetos da cultura maori.

Perto do museu há também os chamados Blue Baths e os jardins de orquídeas (Orchid Gardens), onde pode desfrutar duma grande variedade de orquídeas, e o maravilhoso Polynesian Spa com piscinas e fontes termais para adultos e crianças, uma das mais famosas atracções de Rotorua. Além dos banhos termais estão a ver entre os edifícios históricos a casa de reunião maori da Tamatekapua, que remonta a 1873, a Igreja Anglicana de St. Faith, construída em 1910, e nas proximidades o parque de Kuirau com pequenos géiseres, fontes termais e um aquário com peixes tropicais.

Um dos mais famosos géiseres do mundo está localizado em Rotorua. É o Pohutu Geyser na área térmica de Whakarewarewa. Ele entra em erupção até alturas de 30 metros com uma frequência de 20 vezes por dia. A área de Whakarewarewa tem 500 piscinas termais, a maioria dos quais são nascentes termais de cloreto de alcalino. Existem também 65 géiseres, dos quais 7 estão ativos.

Entre as atrações de Rotorua há o Rainbow Springs Kiwi Wildlife Park, onde ao longo dum caminho pedonal pode atravessar riachos e lagos cheios de peixes. Pode admirar aves raras como o Kiwi e a Tautara, enquanto na adjacente Rainbow Farm é mostrado como as ovelhas são tosquiadas.

Toda a área em torno de Rotorua está cheia de maravilhas naturais e termas, onde pode caminhar por trilhas bem mantidas. Entre as mais belas áreas existem Waimangu (Waimangu Volcanic Valley) com o Frying Pan Lake, os Cathedral Rocks, o Inferno Crater, o Waiotapu (Waiotapu Thermal Wonderland), rico em cores, géiseres, fumarolas e lagos vulcânicos. Entre os locais a visitar há o Champagne Pool, a Artist’s Palette, as Primrose Terraces, Tikitere, onde encontra-se o Hell’s Gate, a área geotérmica mais ativa de Rotorua e onde estão os Kakahi Falls, a maior cachoeira quente do hemisfério sul.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: