Home / América do Norte / Estados Unidos / O Vulcão Haleakala: o vulcão adormecido, que domina a ilha de Maui
Haleakala, Maui, Havaí. Author Alex Ulanov (MrKabasha). Licensed under the Creative Commons Attribution
Haleakala, Maui, Havaí. Author Alex Ulanov (MrKabasha)

O Vulcão Haleakala: o vulcão adormecido, que domina a ilha de Maui

O vulcão Haleakala é o ápice da grande massa montanhosa oriental de Maui, que sobe a uma altura de 3.055 metros acima do nível do mar. Haleakala significa “Casa do Sol” e a vista de seu topo com o pôr e do nascer do sol atrai muitos visitantes. O vulcão adormecido tem um perímetro de 34 km e uma profundidade de mais de 900 metros.

Esta viagem cênica começa a partir de Kahului, onde toma o Hwy. 36, a estrada de Hana, o Hwy. 37 e finalmente o Haleakala Hwy. Deve-se incluir duas horas de carro para chegar ao cume do vulcão e adicionar o tempo, que leva para as muitas paragens ao longo do caminho. Traga roupas quentes, porque a temperatura é geralmente mais fresca no cume do vulcão, que ao longo da costa.

Este itinerário muda em modo tão pitoresco com a altura. Há fazendas de gado, que pontilham a paisagem. Na primavera os jacarandás enchem o céu de cor púrpura com flores em forma de lilás. A vista da costa de Maui, seu istmo e as montanhas ocidentais são cênicos. Continue por 10 quilómetros até Kula no Hwy 37 para visitar o Tedeschi Winery ou tomar o Haleakala Hwy 377 para uma visita a uma fazenda de proteas. Conhecidas por sua durabilidade e sua beleza de floração, as proteas são um produto popular de exportação.

Continue ao longo do Hwy. 378 até chegar à entrada do Parque Nacional de Haleakala com 2.100 metros de altura. Aqui está o Centro de Visitantes do parque, que vale uma paragem para reunir informações sobre o parque e sobre as trilhas, que pode seguir. Mesmo os muitos pontos turísticos merecem um descanso.  O vulcão Haleakala em Maui é o único lugar, onde cresce o raro silversword protegido, uma planta, que vive até 20 anos antes de fazer uma única flor para morrer depois.

Haleakala crater, Maui, Havaí. Author Navin 75. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike

Haleakala crater, Maui, Havaí. Author Navin 75

Continue até a borda da cratera, onde há um centro de visitantes, onde existe uma vista incomparável da cratera com vários cones vulcânicos colocados dentro. Num dia claro pode ver de longe os vulcões da Big Island (Hawaii), elevando-se acima das nuvens. Aqui existe a Cidade da Ciência, que não é acessível ao público.

Kaupo Gap: Kaupo Gap é um corte na borda sul da cratera de Haleakala. Nos tempos antigos um caminho através Kaupo era a estrada principal para o cruzamento da cratera a pé. Há ainda um caminho através Kaupo, sendo recomendado apenas aos caminhantes experientes. Quando vê o caminho a partir dum helicóptero ou dum avião, vai entender o porquê.

BICICLETA: A descida do Haleakala tem um comprimento de 60 km e é cheia de curvas através duma paisagem bela e variada de cima para baixo. Os ciclistas descem os 3.000 metros em menos de 60 km. É uma ciclovia verdadeiramente memorável!

Quem teve já essa experiência coloca-a no topo das mais belas aventuras de todos os tempos. E esta é uma aventura, que milhares de pessoas já fizeram, usando bicicletas especiais com freios mais fortes, acompanhados por um especialista.

A excursão de descida na madrugada é o passeio mais popular. Começa com café quente e doces antes que os ciclistas são transportados em cima do Haleakala em furgonetas. Depois que o sol ilumina a borda da cratera, os ciclistas estão prontos para esta descida emocionante. Ao longo do caminho a paisagem parece estar mudando em cada viragem. A cratera dá lugar a colinas e pastagens pontilhadas de gado e florestas de eucalipto e de jacarandás, que na primavera são cobertos pela cor púrpura.

Andar de bicicleta é a habilidade necessária para a descida do vulcão. Instruções, blusões e equipamento de segurança estão incluídos em todas as excursões e na maioria dos passeios bebidas ou uma refeição ligeira ao longo do caminho estão incluídas.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

banner
Siga-nos no Facebook
Mantenha-se informado sobre Guia Viagem