Home / Ásia / Indonésia / A Indonésia: um grande arquipélago de ilhas vulcânicas
Lago Toba, Samatra, Indonésia. Autor Wagino 20100516. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike
Lago Toba, Samatra, Indonésia. Autor Wagino 20100516

A Indonésia: um grande arquipélago de ilhas vulcânicas

A Indonésia (Republik Indonesia/República da Indonésia) é uma república presidencial no Sudeste da Ásia com Jakarta/Jacarta como capital, que cobre a maior parte do vasto arquipélago, localizado entre a Malásia e a Austrália. Fazem parte do arquipélago indonésio mais de 17.000 ilhas, algumas de grandes dimensões como Sumatra, Java, a parte centro-sul de Bornéu, a parte ocidental da Nova Guiné (West Irian), Sulawesi (Celebes), a parte ocidental de Timor, as Pequenas Ilhas da Sonda (Flores, Sumbawa, Sumba etc.), as Molucas (Ceram, Halmahera, Buru, Ambon, Ternate, Tidore etc.), Bali, Lombok, Bangka e outras.

O território da Indonésia tem fronteiras terrestres com a Malásia na ilha de Bornéu (Kalimantan), com a Papua-Nova Guiné na ilha de Nova Guiné e com Timor-Leste na ilha de Timor. O arquipélago da Indonésia inclui uma grande parte da ilha de Bornéu com 736.000 km², sendo a terceira maior ilha do mundo por área, e é composto de ilhas de origem vulcânica com mais de 200 vulcões ativos.

As ilhas da Indonésia estendem-se ao longo do equador de oeste para leste por mais de 5.000 km. A oeste, separada da península malaia através do Estreito de Malaca, há a grande ilha de Sumatra com 420.000 km², a sexta maior ilha do mundo, que é atravessada por toda a sua extensão de 1.700 km por um sistema de montanhas, que supera em muitos pontos os 2.000 metros e às vezes os 3.000 metros de altura: As montanhas Barisan, ricas em vulcões, incluem o vulcão mais alto da Indonésia, o Gunung Kerinci com 3.800 metros. A leste as montanhas descem numa costa plana e pantanosa, enquanto que no norte da ilha fica o Lago Toba com 1.264 km², um lago vulcânico com a ilha de Samosir no centro. As principais cidades da ilha de Sumatra são Medan, Palembang, Padang, Jambi, Pematangsiantar, Bukittinggi e Banda Aceh.

Mapa da Indonésia

Mapa da Indonésia

Para o sudeste o Estreito de Sunda divide Sumatra de Java. Aqui encontra-se a ilha com o vulcão Krakatoa com 813 metros, um dos vulcões mais destrutivos do planeta. A ilha de Java com 132.000 km², fértil, com 135 milhões de habitantes, é a ilha mais populosa do arquipélago. Java é coberta por uma cadeia de montanhas vulcânicas com mais de 100 cones vulcânicos, dos quais 27 estão ainda ativos. Alguns dos quais têm mais de 3.000 metros de altura como o Cereme, Slamet, Sundoro, Sumbing, Merbabu, Lawu, Arjuno-Welirang, Iyang-Argapura e o Raung. O vulcão mais alto da ilha é o Gunung Semeru com 3.676 metros.

Além da capital do país Jakarta/Jacarta os principais centros da ilha de Java são: Surabaya – o principal porto da ilha – Bandung, Solo (Surakarta), Semarang e Yogyakarta.

A leste de Java começa o arquipélago das Pequenas Ilhas da Sonda com Bali (5.532 km²), Lombok (4.725 km²), Sumbawa (15.448 km²), Flores (13.540 km²), Sumba (11.153 km²) e Timor 30.777 km²), também ilhas com numerosos vulcões como o Monte Agung (3.142 metros) em Bali, o Gunung Rinjani (3.726 metros) em Lombok, o Gunung Tambora com 2.850 metros em Sumbawa, o Kelimutu, o Egon, o Ilimuda, o Leroboleng, o Lewotobi e o Poco Ranakah com 2.100 metros em Flores. Ao norte das Pequenas Ilhas da Sonda fica a ilha de Sulawesi (Celebes com 172.000 km²), acidentada e montanhosa com vários picos de mais de 3.000 metros, atingindo a altura máxima com as montanhas Rantekombola com 3.455 metros e Rantemario com 3.478 metros. As mais importantes cidades da ilha são Makassar e Manado.

Gili Meno, Lombok, Indonésia. Autor Davenbelle. No Copyright

Gili Meno, Lombok, Indonésia. Autor Davenbelle

A oeste de Sulawesi fica a grande ilha de Bornéu com 736.000 km², a terceira maior ilha do mundo, da qual apenas dois terços pertencem à Indonésia. A ilha é coberta por florestas equatoriais exuberantes. Os principais centros do Bornéu indonésio são as cidades de Banjarmasin, Pontianak, Balikpapan e Samarinda. A leste de Sulawesi fica o arquipélago das Molucas (Maluku), ilhas vulcânicas, uma vez conhecidas como as Ilhas das Especiarias. As mais importantes são Halmahera com 17.780 km², Ceram (Seram), Ambon, Buru, Bacan, Ternate e Tidore. O Gunung Binaiya com 3.027 metros na ilha de Ceram (Seram) é a montanha mais alta das Molucas.

A leste das Molucas fica a Nova Guiné com 785.000 km², a maior ilha do mundo depois da Gronelândia, da qual somente a parte ocidental pertence à Indonésia. A Nova Guiné é atravessada de nordoeste para o sudeste pela cadeia de montanhas Maoke, que na seção indonésia da ilha tem o pico mais alto da Indonésia, o Puncak Jaya com 4.884 m.

A Indonésia é um país rico em matérias-primas, mas sua economia é ainda baseada na agricultura. A cultura principal é o arroz (Java, Sumatra, Bornéu etc.), do qual a Indonésia é um dos principais produtores do mundo. Entre as outras culturas há o café, sendo o maior produtor asiático e um dos primeiros do mundo, a mandioca, o coco (óleo de copra), a batata doce, o milho, os legumes (tomates, cebolas) e frutas (bananas, frutas cítricas e abacaxi), a cana-de-açúcar, o chá (Java), o tabaco (Sumatra, Java) e especiarias como cravo, pimenta, noz-moscada e canela. As ilhas são também ricas em recursos florestais, que compõem 60% do território do país: Há madeiras preciosas como a teca, o ébano, o mogno, a madeira de sândalo, o bambu e o vime. Importante é a produção de borracha, a Indonésia possuindo o segundo lugar no mundo, somente superada pela Tailândia.

Tana Toraja, Sulawesi, Indonésia. Autor Dominique Kirsner. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike

Tana Toraja, Sulawesi, Indonésia. Autor Dominique Kirsner

A pecuaria é um setor marginal, enquanto a pesca (cavala, atum, sardinha e camarão) é uma espinha dorsal da economia do país, sendo o peixe juntamente com o arroz o alimento básico dos indonésios. A Indonésia é rica em recursos minerais: O petróleo (Sumatra, Kalimantan, Java), o gás natural (Sumatra), o estanho (ilhas Riau, Singkep, Bangka e Belitung), a bauxita (Bintan Island), o níquel (Sulawesi), o carvão (Sumatra, Kalimantan), o cobre, o manganês, o ferro, os diamantes, o ouro, a prata, os fosfatos, o sal e o urânio (Bornéu) são os principais recursos minerais.

A maioria das indústrias são concentradas em Java e estão relacionadas com o processamento de matérias-primas, tais como refino de petróleo ou transformação de produtos agrícolas como a produção de tabaco, madeira e produtos alimentares. Há também produtos químicos (fertilizantes), têxteis, eletrônicos (rádio e televisão) e automotivos. O turismo é uma importante fonte de renda com um grande potencial de desenvolvimento.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

  • Área: 1.919.440 km²: Área arável 16%, prados e pastagens 6%, florestas e arbustos 59%, terra inculta e improdutiva 19%
  • População: 237.424.000 (dados de 2011) – javaneses 42%, sundaneses 15%, malaios 3%, madureses 3%, batak 3% etc.
  • Capital: Jacarta.
  • Língua oficial: A língua oficial é o indonésio. Várias centenas de línguas locais são faladas pela população.
  • Religião: muçulmana 86%, cristã 9% (protestante 6%, católica romana 3%), hindu 2%, budista 1%, confucionista
  • Moeda: Rupia indonesiana (IDR)
  • Fuso horário: UTC+7, UTC+8 e UTC+9 horas

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: