Home / América do Sul / Bolívia / As terras altas da Bolívia: Vulcões, lagoas, solos dum outro planeta
Laguna Turquiri, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini
Laguna Turquiri, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini

As terras altas da Bolívia: Vulcões, lagoas, solos dum outro planeta

Uma terra espetacular, um deserto de alta altitude com majestosos vulcões cobertos de neve, lagoas coloridas, rochas alisadas por agentes atmosféricos, planaltos com solos marcianos, uma vasta planície de sal, que na estação chuvosa transforma-se num vasto lago com água de apenas 5 centímetros de altura. Tudo isso e muito mais é a paisagem das terras altas da Bolívia, onde há altitudes próximas a 5.000 metros acima do nível do mar.

Neste lugar maravilhoso a altitude se faz sentir, mas se tiver tempo para se acostumar por alguns dias e não fizer esforços abruptos, poderá experimentar com segurança a experiência desses lugares fora do mundo, que parecem ser dum outro planeta. A sua reação à altitude também é uma experiência dessa jornada. Tive alguns momentos de confusão, mas estes foram ditados principalmente pelo que vi acontecer aos meus companheiros de viagem, que também foram parcialmente influenciados pelo pensamento da altitude. Faça as coisas com calma e tente não pensar na altura em que se encontra, porque provavelmente será mais um problema de auto-sugestão do que um problema real de altitude. Relaxe e admire a beleza deste lugar fora do mundo.

As extensões áridas de alta altitude do deserto de Siloli com a árvore de pedra (Árbol de Piedra) e outras formações rochosas espetaculares suavizadas pelo vento. As espetaculares lagoas de várias cores cercadas pelos picos de majestosos vulcões cobertos de neve, que chegam a 6.000 metros de altura. Entre as mais belas estão a Laguna Verde, a Laguna Colorada, a Laguna Hedionda, a Laguna Honda, a Laguna Turquiri e a Laguna Blanca.

Eis a isolada laguna Negra, onde as lhamas pastam cercadas por formações rochosas surpreendentes. As rochas de todas as formas da chamada “Itália Perdida”. O canyon do Anaconda onde ficamos presos durante horas pela areia movediça… As Termas de Polques, onde pode tomar um banho quente a mais de 4.000 metros acima do nível do mar. Os gêiseres do Sol de la Manana, onde a altura de 5.000 metros é atingida, o lugar mais alto alcançado na minha jornada. O Desierto Salvador Dalí com a sua paisagem colorida, onde picos vulcânicos brotam de todos os lugares.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

Veja todas as minhas fotos na Shutterstock.

Laguna Verde, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini
Laguna Verde, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini
O Salar de Uyuni inundado, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini.
O Salar de Uyuni inundado, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini.
Laguna Negra, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini
Laguna Negra, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini
Gêiser Sol de Manana, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini
Gêiser Sol de Manana, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini
Laguna Colorada, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini
Laguna Colorada, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini
O Salar de Uyuni inundado, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini.
O Salar de Uyuni inundado, Bolívia. Autor e Copyright Marco Ramerini.
banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: