Home / Europa / Polônia / Torun: a jóia medieval da Polónia
Torun, Polônia. Autor Pko. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike
Torun, Polônia. Autor Pko

Torun: a jóia medieval da Polónia

Torun/Thorn com 210.000 habitantes é um importante porto fluvial no rio Vístula e a capital do voivodado de Cujávia-Pomerânia (Województwo kujawsko-pomorskie) junto com a cidade de Bydgoszcz/Bromberg. Torun é depois de Cracóvia a cidade melhor preservada da Polônia e um dos destinos turísticos mais importantes do país. Fundada em 1231 pelos Cavaleiros Teutônicos como base para a evangelização da Prússia tornou-se a maior cidade do Estado Teutónico e um importante centro comercial da Liga Hanseática.

Em 1454 Torun tornou-se polaco, perdendo a sua importância comercial, ofuscada pela ascensão do porto de Gdansk/Danzig no Mar Báltico, embora Torun pudesse tornar-se num centro importante da ciência e da cultura durante a Reforma e a Renascença. Em Torun nasceu Nicolau Copérnico/Nikolaus Kopernikus (Nicholas Copernicus, 1473-1543), o famoso astrônomo e fundador da astronomia moderna. Em 1793 a cidade foi anexada pela Prússia, permanecendo na Alemanha com o nome de Thorn até 1920.

Em 1997 a UNESCO incluiu a cidade medieval de Torun na lista do Património Mundial da Humanidade.

QUE VER: AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES DE TORUN/THORN

Torun é uma pequena cidade histórica, que ainda mantém felizmente a sua aparência medieval com as suas ruas e os seus palácios. A cidade não tem sido objecto de destruição especial durante a Segunda Guerra Mundial e é bem preservada. É hoje quase inteiramente zona pedestre.

A parte antiga da cidade é composta por três seções urbanas: a Cidade Velha de 1233, a Cidade Nova de 1264 e o Castelo Teutónico do século XIII. Tanto na Cidade Velha quanto na Cidade Nova há muitos palácios e edifícios públicos e privados dos séculos XIV e XV, incluindo a casa de Copérnico.

O estilo gótico dos seus edifícios é a principal atração de Torun. Aqui pode encontrar muitas igrejas e edifícios góticos, que testemunham a importância de Torun nos séculos XIII e XIV.

Torun, Polônia. Autor Cubus. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike

Torun, Polônia. Autor Cubus

Toda a parte antiga da cidade (Stare Miasto) era uma vez cercada por uma muralha medieval, construída entre os séculos XIII e XIV de 4 quilómetros de extensão com 11 portas, reforçada por 54 bastiões, quer dizer 33 bastiões na Cidade Velha e 21 bastiões na Cidade Nova e formada por uma linha dupla de muralhas divididas entre elas por um fosso cheio de água. Apenas as paredes do lado do rio Vístula tinham uma linha única de defesa.

Hoje Toruń conserva ainda uma parte das muralhas da cidade. Ainda há trechos de 1.000 metros, principalmente ao longo do rio Vistula, incluindo nove baluartes e 3 das antigas portas, construídas no século XV: A Porta do Mosteiro (Brama Klasztorna), a Porta da Ponte (Brama Mostowa) e a Porta dos Marinheiros (Brama Żeglarska).

Numa pequena elevação ao longo das margens do Rio Vístula existem as ruínas do Castelo dos Cavaleiros da Ordem Teutônica (Zamek Krzyżacki), construído entre os séculos XIII e XV. Foi o primeiro castelo, construído pelos Teutónicos na Polónia. O castelo foi destruído durante a revolta popular contra os Cavaleiros Teutónicos em 1454. Permanecem ainda ruínas evocativas, incluindo a torre Gdanisko.

Nosso passeio pela cidade pode começar a partir da chamada Cidade Velha, construída a partir de 1233: A praça central desta área da cidade é o lugar, onde vai encontrar a antiga Câmara Municipal (Ratusz Staromiejski), uma das poucas câmaras municipais medievais da Europa, uma construção monumental com ricos e suntuosos interiores, construída na segunda metade do século XIII no estilo dos municípios de Flandres. Foi remodelado no estilo renascentista do século XVII. Em 1703 uma parte do prédio foi destruído pelo fogo. O edifício é flanqueado por uma torre de 40 metros de altura, de onde há uma bela vista da cidade. Outro belo edifício da praça é a Casa da Estrela (Kamienica Pod Gwiazda), construída entre os séculos XIV e XV, que foi ampliada no final do século XVI, tornando-se uma das casas barrocas mais suntuosas da cidade. Notável é a rica fachada. A casa é um museu dedicado ao Oriente. Na praça existe um monumento a Nicolau Copérnico. Aqui encontra-se também o Palácio Arthus (Dwor Artusa), um edifício neo-renascentista do final do século XIX, construído no lugar da sede do palácio da Irmandade de São Jorge do século XV e a Igreja do Espiritu Santo (Kosciol Sw. Ducha), um edifício do século XVIII, originalmente uma igreja luterana.

Perto da praça da Câmara Municipal fica a Igreja franciscana de Santa Maria (Kosciol Mariacki), um edifício gótico do século XIV com afrescos interessantes da segunda metade do século XIV, um órgão belo, um altar barroco e no presbitério um mausoléu barroco de Anna Vasa (1568-1625), irmã do rei da Polônia Sigismundus III. O museu mais visitado da cidade é a Casa de Nicolau Copérnico (Dom Mikołaja Kopernika), formada por duas casas comerciais típicas do século XV com uma bela fachada gótica, uma das quais era a casa da família de Nicolau Copérnico. O museu dedica-se à figura do grande astrônomo.

A Catedral de São João Batista e São João Evangelista (Bazylika katedralna św. Janow w Toruniu) é uma outra das três igrejas góticas da cidade, construída no século XIII. A sua construção foi concluída no século XV. No interior encontram-se esculturas góticas e o presbitério contém alguns afrescos do século XVI. A partir da torre do sino da catedral pode admirar uma bela vista sobre a cidade. Então encontramos o Palácio Stanislaw Dambski (Palac Dambskich), construído em 1693 por Dom Stanislaw Dambski, tratando-se dum palácio barroco ricamente decorado com uma fachada em estuque floral. Agora abriga o Departamento de Belas Artes da Universidade.

Torun, Polônia. Autor Wistula. Licensed under the Creative Commons Attribution

Torun, Polônia. Autor Wistula

Continuando a partir da Catedral para o Castelo Teutónico encontramos a Casa Eskens (Dom Eskenow), uma grande casa aristocrata renascentista, convertida num celeiro no século XIX. Hoje abriga o museu de arqueologia e história. Perto do castelo e do rio Vístula é o Palácio da Irmandade de São Jorge (Dwor Bractwa sw. Jerzego), uma mansão gótica do século XV. Era uma das residências da Irmandade de São Jorge. A estrutura tem no interior uma torre de vígia (Wieża Wartownia) das muralhas da cidade. A Cidade Nova foi construída a partir de 1264. A Igreja de São Tiago (Kosciol Sw. Jakuba) é a igreja principal nesta parte da cidade, uma basílica gótica, construída no século XIII, no interior com preciosos afrescos góticos do XIV século. Junto à igreja fica o claustro beneditino. Por toda a cidade histórica encontram-se as fachadas dos casarões antigos. Torun tem a maior concentração de casas góticas na Polônia, cerca de 200. Muitas delas têm afrescos originais e tectos do século XVI-XVII.

Um espectáculo a não perder é a vista da cidade à noite. Inúmeros palácios e muralhas da cidade são brilhantemente iluminados, criando um belo efeito cênico.

QUE VER: OS MUSEUS DE TORUN/THORN

Há cinco museus principais da cidade. Eles fazem parte do chamado Museu do Distrito de Torun (Muzeum Okręgowego w Toruniu):

1) A Casa de Nicolau Copérnico (Dom Mikołaja Kopernika): Um museu localizado em duas casas comerciais típicas do século XV, uma das quais é a casa de família de Copérnico com uma bela fachada gótica. O museu é dedicado à figura do grande astrônomo dispondo de 6 diferentes exposições permanentes: A reconstrução plástica da cidade medieval de Toruń; a cultura mercantil de Torun no tempo de Nicolau Copérnico; Nicolau Copérnico: A sua vida e a sua obra; a reconstrução da mais antiga coleção de memorabilia de Nicolau Copérnico; o mundo do pão de especiárias de Toruń; o estudo do estudioso.

2) A antiga Câmara Municipal (Ratusz Staromiejski): Dentro deste edifício monumental, um dos municípios maiores da Europa, cheio de interiores luxuosos, há oito exposições permanentes: A galeria de arte gótica com esculturas, pinturas, arte sacra medieval e vitrais. Ofícios artísticos da cidade de Toruń, 1233-1793. Torun Casa da Moeda e moedas de 1233/1238-1765. O tribunal. A galeria dos cidadãos com retratos de cidadãos famosos. O Salão Real com retratos do rei da Polônia. A Galeria de pintores polacos do século XVIII ao século XX de Matejko, Kossak, Chelmonski, Wyspianski, Witkiewicz e Grottger. Os tesouros Skrwilno e Nieszawa com trabalhos de ouro antigos do século XIV ao século XX.

3) A casa da estrela (Kamienica Pod Gwiazda) numa das casas barrocas mais suntuosas da cidade. Este museu é dedicado ao mundo oriental com objetos de arte antiga, armas, esculturas, cerâmica da China, do Japão, da Coreia, da Índia e do Vietname.

4) A Casa Eskens (Dom Eskenow): Este museu de arqueologia e história está localizado dentro dum grande palácio renascimental patrício, que tem três exposições permanentes: Descubra o passado (exposição em arqueologia com artefatos do final do Paleolítico à Idade Média precoce. Toruń 1793-1920, a cidade fronteiriça, uma exposição da cidade de Toruń político, cultural, social e econômico e a sua região durante a era da Prússia, Armas da Idade Média até o início do século XX com uma coleção de armas europeias e orientais, incluindo espadas medievais e mosquetes do século XVI e XVII.

5) O Museu dos exploradores Tony Halik (Muzeum Podroznikow), um museu dedicado a viagens num antigo celeiro, hospedando fotografias tiradas por exploradores polacos no mundo inteiro.

Entre os outros museus interessantes em Torun: O Museu de Gingerbread (Muzeum Piernika), o Museu e Parque Etnográfico (Muzeum i Park Etnograficzny), o Museu de História Natural da Universidade (Muzeum Przyrodnicze Uniwersytetu Mikolaja Kopernika), o Museu de Pesca e Agricultura (Zagroda Rybacko-Rolnicza), o Observatório Astronómico da Universidade Nicolau Copérnico (Obserwatorium Astronomiczne Uniwersytetu Mikolaja Kopernika), o Planetarium (Planetarium im. Wladyslawa Dziewulskiego), o Parque do Museu da Bateria Prussiana de 1895-1897 (Skansen Forteczny Twierdzy Toruń. Bateria AB IV).

COMO CHEGAR A TORUŃ/THORN

Carro: A cidade de Torun está localizada na parte centro-norte da Polónia a meio caminho entre as cidades de Varsóvia, Gdansk/Danzig e Poznan/Posen e apenas a 40 km de Bydgoszcz/Bromberg.

Avião: Toruń não tem um próprio aeroporto. Os aeroportos mais próximos estão localizados em Gdansk/Danzig (180 km), Poznan/Posen (150 km) e Varsóvia (210 km).

Autocarros: Há ligações internacionais para empresas de autocarro Sira-Sokol e Eurolines Polska, que chegam a Torun. Outras empresas internacionais de autocarro têm ligações regulares para Toruń da Alemanha, da Bélgica, da França e dos Países Baixos. A estação de autocarros (Dworzec Autobusowy) está localizada no centro da cidade (8-24, Dabrowskiego). Aqui chegam os autocarros locais e internacionais.

Comboios: Toruń é bem servido por comboio com todas as principais cidades polacas. O serviço ferrioviario é garantido por PKP (Caminhos de ferro nacionais polacos). A estação ferroviária está localizada no centro da cidade.

O clima de Torun.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

banner
Siga-nos no Facebook
Mantenha-se informado sobre Guia Viagem