Home / Europa / Espanha / Granada: o último reduto árabe na Espanha
Granada, Andaluzia, Espanha. Author and Copyright Liliana Ramerini .
Granada, Andaluzia, Espanha. Author and Copyright Liliana Ramerini .

Granada: o último reduto árabe na Espanha

Granada com 240 mil habitantes é uma bela cidade da Andaluzia na Espanha. Está localizada a 700 metros de altura no sopé das montanhas da Sierra Nevada na confluência dos rios Genil e Darro. A cidade estende-se parcialmente em território plano e em parte nas colinas de Alhambra e Albaicín.

A área de Granada já foi habitada pelos iberos, quando os romanos colonizaram o sul da Espanha e fundaram a cidade de Iliberis. No século VIII os árabes, que ocuparam a Península Ibérica, deram à cidade o nome atual. A partir de 1031 Granada foi a capital dum emirato independente e o mais importante centro da Espanha Moura e a última fortaleza árabe a render-se aos cristãos em 1492.

Da dominação árabe permanecem vestígios arquitectónicos importantes. Os mais importantes são a cidadela real da Alhambra, o Generalife (casa de campo) e o bairro mouro de Albaicín.

El Partal, Alhambra, Granada, Andaluzia, Espanha.. Author and Copyright Liliana Ramerini

El Partal, Alhambra, Granada, Andaluzia, Espanha.. Author and Copyright Liliana Ramerini

Em 1984 a Alhambra, o Generalife e o distrito de Albaicín foram declarados Património Mundial da UNESCO. Acima da cidade moderna a Alhambra e o Albaicín, situados em duas colinas adjacentes, formam a parte medieval de Granada. Para o leste da fortaleza da Alhambra ficam os magníficos jardins do Generalife, a antiga residência rural dos emires, que governaram esta parte da Espanha nos séculos XIII e XIV. O bairro residencial de Albaicín é muito característico pelos edifícios de estilo mourisco.

QUE VER: AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES DE GRANADA

A Alhambra, a cidadela real árabe medieval com vista para a cidade, é universalmente reconhecida como uma das jóias do mundo e é composta por uma série de palácios e jardins construídos no século XIV durante a dinastia Nasrid.

Alhambra, Granada, Andaluzia, Espanha. Author and Copyright Liliana Ramerini

Alhambra, Granada, Andaluzia, Espanha. Author and Copyright Liliana Ramerini

O nome Alhambra vem da cor vermelha (al-Hamra) das paredes do século XIII da fortaleza mais antiga (Alcazaba). Nas décadas seguintes foram adicionados os belos edifícios do palácio do emir e os palácios e torres de Alcazar. A visita deste imenso complexo tem seus pontos fortes na Sala de los Embajadores, no Pátio de los Leones e na Sala de las Dos Hermanas.

Depois da conquista cristã o complexo da Alhambra foi usado como uma prisão e em 1526 Carlos V o escolheu como sua residência. Ele demoliu uma parte através da construção do Palácio de Carlos V, um exemplo da arquitetura renascentista espanhol, onde hoje estão alojados o Museo de Arte Hispano-Muçulmana e o Museo de Bellas Artes com pintura espanhola.

Generalife, Alhambra, Granada, Andaluzia, Espanha. Author and Copyright Liliana Ramerini

Generalife, Alhambra, Granada, Andaluzia, Espanha. Author and Copyright Liliana Ramerini

O Generalife, a residência de campo do século XIV dos emires, está localizado logo debaixo das paredes do Alcazar. Aqui estão belos jardins, alguns suspensos e fontes, de onde pode admirar uma vista maravilhosa da Serra Nevada e da cidade. Houve obras de água consideráveis, ​​que permitiram a irrigação de jardins.

Na cidade há outros monumentos interessantes. Entre os quais pode-se distinguir a enorme catedral gótica, construída no lugar da Mezquita Mayor entre 1523 e 1703. Aqui estão a Capilla Mayor por Diego de Siloé e a Capela Real gótica, onde estão os túmulos de Isabella e Ferdinando, esculpidos pelo toscano Domenico Fancelli. Entre as igrejas além da catedral valem uma visita as igrejas de Santa Ana no estilo mudéjar de 1537-1563, San Salvador no estilo mudéjar do século XVI, Santo Domingo de 1532 e San José e San Jerónimo (1496-1547).

As paredes do Granada, Andaluzia, Espanha. Author and Copyright Liliana Ramerini

As paredes do Granada, Andaluzia, Espanha. Author and Copyright Liliana Ramerini

Na colina em frente à Alhambra está localizado o Albaicín, a antiga casbah ou “medina” árabe, um labirinto fascinante de ruas estreitas e becos com casas caiadas de branco com pequenos jardins interiores. No ponto mais alto da colina encontra-se a Plaza de San Nicolas, de onde pode gozar uma vista maravilhosa da cidadela da Alhambra.

Apesar dos muitos palácios árabes destruídos após a reconquista, Granada abriga ainda o grupo mais abrangente de casas e prédios com arquitetura árabe na Europa. Os edifícios como o Dar al Horra, o Alcazar Genil ou casas como a de Horno de Oro, a casa da Chapiz ou a casa de Abén Humeya são apenas os mais famosos. Banheiros públicos como El Bañuelo, os banhos de Alhambra e o complexo de fontes e poços públicos árabes (Aljibes) são únicos na Europa.

A Catedral de Granada, Andaluzia, Espanha. Author and Copyright Liliana Ramerini

A Catedral de Granada, Andaluzia, Espanha. Author and Copyright Liliana Ramerini

Ao norte da cidade está a colina de Sacromonte, que é famosa pelas casas ciganas esculpidas nas cavernas. Fora da cidade numa colina fica o Mosteiro de Cartuja com um sumptuoso interior barroco.

COMO CHEGAR A GRANADA: VOOS

Voos: Aeroporto de Granada Federico García Lorca/Granada-Jaén Airport (IATA: GRX). O aeroporto está localizado perto das vilas de Chauchina e Santa Fé 15 km a oeste de Granada. Granada pode ser alcançada através Vueling com uma escala em Barcelona e com voos da Iberia com escala em Madrid.

O clima de Granada.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

banner
Siga-nos no Facebook
Mantenha-se informado sobre Guia Viagem