Home / Europa / França / Nîmes: esplêndidos monumentos da época romana
A Arena de Nîmes, Languedoque-Rossilhão, França. Author Andim. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike
A Arena de Nîmes, Languedoque-Rossilhão, França. Author Andim

Nîmes: esplêndidos monumentos da época romana

Nîmes com 145 mil habitantes é uma cidade do Languedoque e é a localidade principal do departamento de Gard, que está localizada a 40 km de Avignon e a 30 km de Arles ao pé da Garrigue.

A cidade, o Nemausus romana do período de Augusto, foi um importante centro durante o Império Romano. Localizada ao longo da Via Domitia, uma estrada, que liga a Itália à Espanha, Nimes foi um dos mais importantes centros comerciais da Gália romana. A colónia romana de Nemausus foi fundada em 28 a.C. na vizinhança duma aldeia celta, que foi rapidamente absorvida pela nova cidade.

A cidade cresceu e foi decorada com esplêndidos monumentos, cercada por uma muralha em 16 a.C. e logo tornou-se uma das cidades mais ricas da Gália, atingindo uma população de 20.000 habitantes graças à sua localização ao longo da Via Domitia, a estrada principal de comunicação entre o norte da Itália e a Espanha. O nome original dado a ela pelos romanos era: “Colonia Julia Augusta Nemausus Volcarum Aremecorum”.

Sua riqueza passada pode-se imaginar ainda olhando para os restos dos edifícios da cidade romana como o magnífico Maison Carrée, o soberbo anfiteatro e o Pont du Gard, o aqueduto da cidade, cujos restos impressionantes ficam apenas alguns quilómetros de Nîmes.

ATRAÇÕES TURÍSTICAS: O QUE VER EM NÎMES

Maison Carrée, Nîmes, Languedoque-Rossilhão, França. Author Danichou. No Copyright

Maison Carrée, Nîmes, Languedoque-Rossilhão, França. Author Danichou

Os dois edifícios mais importantes da cidade, que por si só justificam uma visita de Nîmes são o Anfiteatro ou Arènes e a Maison Carrée. Nîmes é um destino turístico importante no sul da França. A cidade preserva importantes obras de arte da época romana, entre as quais é o magnífico Anfiteatro Romano (les Arènes), construído entre os séculos I e II d.C. Foi transformado numa fortaleza durante a Idade Média e hoje hospeda performances e touradas. Outro edifício espetacular é a Maison Carrée, um templo no estilo coríntio, construído por Marcus Agrippa Vespasiano em 19 a.C. Encontra-se em excelente estado de conservação.

O anfiteatro de Nîmes, gémeo do que existe em Arles, é considerado um dos melhor preservados do mundo. Ele é ainda usado para as touradas. Foi construído em torno do primeiro século d.C. e é um edifício de dois andares com 60 arcos em todos os níveis, medindo 133 metros de comprimento, 101 metros de largura e 21 metros de altura. No seu interior é possível acomodar 21 mil pessoas.

A Maison Carrée é um dos mais belos templos romanos da França. Foi construída em torno de 16 a.C. e consagrada ao culto do imperador e seus netos Caio e Lúcio César. Ela tem um plano rectangular de 26 metros por 15 metros com seis colunas dianteiras. Hoje o prédio abriga um museu de antiguidades romanas, entre outras coisas uma estátua enorme de Apolo.

Das muralhas romanas de 6 km de extensão e reforçadas por 14 torres restam duas portas – a Porte Auguste, a Porte de France e a Tour Magne, uma torre de 32 metros de altura na colina com vista para Nîmes.

Interessantes prédios do período romano são a Tour Magne, o único remanescente das 30 torres das muralhas da cidade romana de 15 a.C., o Castellum Aquae ou Castellum Divisorium – o ponto final do aqueduto do Pont du Gard – e o Portão de Augusto, a entrada monumental para a cidade na Via Domitia.

Templo de Diana, Nîmes, Languedoque-Rossilhão, França. Author P. de Praetere. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike

Templo de Diana, Nîmes, Languedoque-Rossilhão, França. Author P. de Praetere

Outros monumentos do período romano são o Castellum, o ponto final do aqueduto do Pont du Gard e as ruínas do Templo de Diana, que são encontradas no Jardim da Fonte. Da Idade Média é a Catedral românico-gótica de Notre-Dame et Saint-Castor. Na encosta do Mont Cavalier fica o esplêndido jardim da Fonte do século XVIII.

MUSEU: O Museu de Belas Artes (Beaux-Arts), que abriga muitas pinturas de artistas italianos, franceses, flamengos e neerlandeses, o Museu Arqueológico (Musée Archéologique), o Museu do Vieux Nimes no palácio antigo episcopal, o Museu da Cultura Taurina, o Museu de História Natural, a Maison Carrée no Musée des Antiques com peças de arqueologia galo-romanas e finalmente vale a pena mencionar as obras de architetura moderna na cidade: O museu de arte moderna e dos médias do Carré d’Art, projetado por Norman Foster em 1986 e o Nemausus, uma área residencial pós-moderna, projetada por Jean Nouvel. O edifício semicircular foi projetado por Kisho Kurokawa.

DE INTERESSE AO REDOR: A poucos quilómetros de Nîmes no rumo de Avignon não perca uma visita ao Pont du Gard, o mais belo e famoso aqueduto romano na França.

O clima de Nîmes.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

dealform 336x280
banner
Siga-nos no Facebook
Mantenha-se informado sobre Guia Viagem