Home / América Central e Caribe / Caribe Neerlandês / Antilhas Neerlandesas: restos de um dos maiores impérios comerciais da história

Antilhas Neerlandesas: restos de um dos maiores impérios comerciais da história

As Antilhas Neerlandesas (Nederlandse Antillen) são parte das Pequenas Antilhas no Mar do Caribe e consistem de dois grupos de ilhas distantes umas das outras por quase 1.000 km: Dum lado são Curaçao, Klein Curaçao, Bonaire e Klein Bonaire, localizadas ao largo da costa da Venezuela. Até 1986 a ilha de Aruba fez parte também. Doutro lado trata-se de Sint Eustatius, Saba e Sint Maarten (apenas a parte sul da ilha é neerlandesa, a parte restante é francesa).  Estão localizadas a sudeste das Ilhas Virgens e a noroeste de São Cristóvão e Nevis. As Antilhas Neerlandesas foram dissolvidas em 2010 e as ilhas mudaram-se para formar estados autónomos ou municípios com estatuto especial dos Paises Baixos. A capital era a cidade de Willemstad na ilha de Curaçao.

A ilha maior e mais importante das Antilhas Neerlandesas é Curaçao com 444 km². A ilha é formada por uma savana semi-árida e do lado norte-oeste fica o pico mais alto: o Christoffelberg com 375 metros.

A pequena ilha desabitada de Klein Curaçao está localizada a 20 km a sudeste de Curaçao. A ilha de Bonaire com 288 km² está localizada a leste de Curaçao. Tem também um solo semi-árido. Existem muitos lagos de água salgada e no norte é o Monte Brandaris com 240 metros. No centro da costa do oeste de Bonaire menos dum km de distância desta há a pequena ilha de Klein Bonaire com 6 km².

As três ilhas de Sint Eustatius com 21 km², Saba com 13 km² e Sint Maarten com 34 km² do lado neerlandês são de origem vulcânica e ricas em vegetação. Estas ilhas são as mais elevadas de todas estas ilhas. Sint Maarten sobe a 414 metros no Pic Paradis que é, no entanto, do lado francês da ilha. Sint Eustatius atinge 601 metros pelo Monte Mazinga e a pequena Saba é formada basicamente dum único pico vulcânico: o Monte Scenery com 877 metros, que é o pico mais alto das Antilhas Neerlandesas.

A economia de Curaçao e Bonaire é baseada no turismo, no refino de petróleo, na agricultura com sisal, frutas cítricas, aloe e na produção de bebidas alcoólicas (Curaçao)) e nas actividades financeiras. As ilhas restantes são sobretudo relacionadas ao turismo e à agricultura com a cana de açúcar, o algodão, as frutas e as batatas.

Texto português corrigido por Dietrich Köster. 

  • Área: 800 km²
  • População: 183.000 (situação em 2005): Mulatos (descendentes de Europeus e Africanos) 85%, outros 15%
  • Capital: Willemstad (Curaçao).
  • Línguas oficiais: Línguas oficiais são o Neerlandês, o Inglês e o Papiamento, uma língua crioula formada pela fusão de elementos do Espanhol, do Português, do Neerlandês, do Inglês e de dialetos africanos.
  • Religião: Cristãos 92%: Católicos 72% e Protestantes 20%; judeus 1%.
  • Moeda: Florim das Antilhas Neerlandesas (ANG)
  • Fuso horário: UTC-4.

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: