Home / Europa / Grécia / Corfu: uma grande ilha com belas praias e antigas fortalezas venezianas
Cabo Drastis, Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Georgios Pazios. Licensed under the Creative Commons Attribution
Cabo Drastis, Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Georgios Pazios

Corfu: uma grande ilha com belas praias e antigas fortalezas venezianas

A ilha de Corfu ou Kerkyra com 592 km² e 110.000 habitantes está localizada no Mar Jónico. No arquipélago das ilhas Jônicas Corfu é a segunda maior ilha. A ilha está entre as mais setentrionais do arquipélago e enfrenta parcialmente a costa da Albânia. A principal vila da ilha, a vila de Corfu, está localizada a meio caminho ao longo da costa leste. A distância de Corfu a partir da costa da Albânia é no seu ponto mais estreito apenas 3 km.

A ilha é longa e estreita e tem uma forma vagamente como a letra T. Seu comprimento é de 65 km e no ponto de maior largura é de 30 km. O litoral estende-se por mais de 200 quilómetros e muitas vezes é alta e rochosa, mas também há muitas baías com longas e belas praias, que fizeram a fortuna do turismo de Corfu. A geografia de Corfu é caracterizada por uma parte norte montanhosa, atravessada de leste a oeste por uma cadeia de montanhas baixas, onde há no leste o pico mais alto da ilha, o Monte Pantokrator com 906 metros. Mais ao sul existe uma área de colinas centrais e em seguida termina com uma parte sul, onde predominam as planícies.

Baia de Palaiokastritsa, Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Tasoskessaris. Licensed under the Creative Commons Attribution

Baia de Palaiokastritsa, Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Tasoskessaris

Toda a ilha é rica em vegetação e seu solo é muito fértil e permite o cultivo de videiras, azeitonas, frutas cítricas, figos e outras árvores frutíferas. As áreas não-cultivadas são na sua maioria cobertas por vegetação mediterrânica. O turismo é uma das fontes de renda mais importantes na economia de Corfu. Vai encontrar belas vilas históricas, fortalezas venezianas, igrejas e mosteiros, vestígios arqueológicos, praias, balneários e zonas costeiras de grande beleza. Em 2007 o bairro antigo de Corfu foi declarado um Patrimônio Mundial pela UNESCO.

A principal vila da ilha, a vila de Corfu (Kerkyra), é uma vila histórica muito bonita, onde está claramente presente a arquitetura do estilo veneziano e onde existem imponentes fortificações construídas pelos venezianos. Ao longo do mar há a antiga fortaleza Palaio Froúrio/Castel Vecchio, construída no século XVI e do outro lado do bairro antigo no alto duma colina fica a Fortaleza Nova Castel a Terra ou Castel Nuovo, que foi construída entre o século XVI e o século XVII.

Cidadela de Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Marc Ryckaert. Licensed under the Creative Commons Attribution

Cidadela de Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Marc Ryckaert

A vila velha de Corfu é um labirinto de ruas estreitas, rica em palácios venezianos, que são misturados com edifícios neoclássicos construídos durante a ocupação britânica. Não há falta de igrejas. Entre os quais os mais importantes são a Igreja de Agios Spyridon, que remonta ao século XVI e a Catedral Ortodoxa Mitropolis do século XVI. Na vila de Corfu existem vários bons museus: o Museu Arqueológico com artefactos ricos, encontrados em vários locais da ilha, o Museu de Arte Asiática com uma rica coleção de obras de arte antiga de países asiáticos, o Museu Bizantino (Museo Antivouniotissa) com ícones e outras obras de arte do período bizantino e o Museu do Papel-moeda.

A parte norte da ilha de Corfu é uma sucessão de praias e balneários como Gouvia, Dasia, Pyrgi, Barbati, Nissaki, Kalami, Agios Stefanos e Kassiopi. No último lugar estão os restos duma fortaleza bizantino-veneziana. Esta parte da ilha é montanhosa e dominada pelo Monte Pantokrator com 906 metros, que é a montanha mais alta de Corfu. A montanha é acessível de carro e no seu cume tem belas vistas sobre a costa da Grécia e da Albânia e toda a ilha de Corfu. Nas encostas da montanha é o mosteiro de Moni Pantokrator, fundado no século XIV. Os edifícios presentes datam do século XVII.

A antiga fortaleza, Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Milica Markovic. No Copyright

A antiga fortaleza, Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Milica Markovic

A costa norte da ilha continua com as estâncias balneares de Roda, Astrakeri, Sidhari, Peroulades até chegar ao Cabo Drastis e a costa oeste de Corfu. Aqui em Cabo Kefali, o ponto mais ocidental da ilha, está o balneário de Agios Stefanos com uma bela praia, de onde pode chegar de barco às ilhas Diapontia, localizadas a 15 km ao norte de Corfu. Mais ao sul ao longo da costa oeste estão as estâncias balneares de Afionas, Agios Georgios, Angelokastro e finalmente pode chegar a Paleokastritsa com um mosteiro fundado no século XIII, cujo edifício atual data do século XVIII. Aqui há também um pequeno museu de ícones.

Em Palaiokastritsa pode fazer passeios de barco para visitar as falésias e cavernas do mar ou ver o interior da ilha para admirar algumas aldeias típicas como as de Klini, Lakones, Pagi, Doukades e Makrades. Ao longo da costa nordoeste perto de Paleokastritsa fica a bela fortaleza de Angelokastro, colocada no topo duma colina de 300 metros de altura com vista para a costa. O forte foi construído pelos bizantinos e mais tarde durante o governo de Veneza entre 1387 e o final do século XVI. Angelokastro era a capital de Corfu e a sede do governador das ilhas Jônicas.

Agios Gordis, Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Marc Ryckaert. Licensed under the Creative Commons Attribution

Agios Gordis, Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Marc Ryckaert

Mais ao sul as praias continuam com os balneários de Ermones, Glyfada, Pélekas e Agios Gordios. Aqui começa a parte sul de Corfu, que é a parte plana e mais estreita da ilha. Após a aldeia de Paramonas pode encaminhar no interior para visitar as ruínas do castelo bizantino de Gardiki, que juntamente com o castelo de Kassiopi no norte da ilha e o de Angelokastro ao longo da costa nordoeste foram dois dos três fortes, que os bizantinos tiveram construído para defender a ilha. Ao sul destes castelos fica o lago de Korission com a praia de Halikounas e em seguida pode encontrar as aldeias de Issos e Agios Georgios. No extremo sul da ilha ao longo da costa leste fica a praia de Kavos e pela costa para a vila de Corfu há as aldeias de Lefkimmi, Boukari, Messonghi, Moraltika, Benotses e Ahillion, onde está o Palácio Ahillion (Achillion), um edifício construído no final do século XIX como residência da imperatriz Elisabeth da Áustria, melhor conhecida como Sissi.

Angelokastro, Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Dr. K. Licensed under the Creative Commons Attribution

Angelokastro, Corfu, Ilhas Jônicas, Grécia. Author Dr. K

COMO CHEGAR A CORFU

VOOS: A ilha de Corfu tem um grande aeroporto internacional muito activo, especialmente durante o verão por voos charter do norte da Europa. O aeroporto está localizado a 2 km ao sul da vila de Corfu. No verão está conectado por voos para a maioria das nações europeias. Há voos dos países escandinavos, da Alemanha, da França, do Reino Unido, da Irlanda, da Itália, da Áustria, dos Países Baixos, da Suíça, mas também de Israel, da Rússia, da Polónia, da Hungria, da Roménia e doutros países europeus.

FERRIES: Balsas ligam Corfu com os portos gregos de Igoumenitsa (1 hora), Patras (6 horas), Zakynthos (9 horas) e Paxi (40 minutos de ferry rápido ou três horas e meia de barco). A ilha de Corfu é bem servida por uma rede de ferries com a Itália e a Albânia. Os ferries para Corfu saem dos portos italianos de Ancona num cruzamento de 15 horas, Bari (8 horas), Brindisi (6 horas) e Veneza (25 horas). O porto de Saranda na Albânia está ligado por balsa, que leva 25 minutos para fazer o pequeno trecho de mar, que separa Corfu da costa albanesa.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: