Home / América do Sul / Brasil / Maranhão: cidades coloniais e atrações naturais

Maranhão: cidades coloniais e atrações naturais

O Maranhão é um Estado no Nordeste do Brasil, localizado entre o Oceano Atlântico e os Estados brasileiros do Piauí, Tocantins e Pará.

O território do Maranhão é rico em florestas e a parte norte do Estado é plana, atravessada por vários rios, entre estes ao leste ao longo da fronteira com o Piauí fica o rio Parnaíba, enquanto a oeste na fronteira com o Pará e Tocantins são os rios Gurupí e Tocantins.

A costa é baixa e irregular estende-se por 640 km, pontilhada por muitas ilhas e tem grandes baías como as baías de São Marcos e de São José.

A maioria do Maranhão está localizada a uma altura de menos de 300 metros, apenas na parte sul do Estado o terreno sobe com várias cadeias de montanhas baixas e planaltos.  Nas partes mais remotas do Planalto Central brasileiro estão a Serra do Penitente, a Serra das Alpercatas e a Chapada das Mangabeiras, onde está localizada o ponto mais alto do Maranhão, que atinge 804 metros.

Depois de tímidas tentativas de colonização portuguesa no século XVI, Maranhão era no início do século XVII apenas nominalmente sob a influência dos portugueses. Em 1612 os franceses mandaram uma expedição, que ocupou a ilha, onde hoje está a cidade de São Luís do Maranhão, e fundaram um posto fortificado, o Fort Saint-Louis. Este foi a base duma nova colónia no Brasil, chamada France équinoxiale. Os franceses permaneceram em São Luís somente até 1615, quando foram derrotados pelos portugueses na batalha decisiva de Guaxenduba.

O Maranhão foi ocupado entre 1641 e 1644 pelos neerlandeses, que estabeleceram-se a partir de 1630 em Pernambuco e em outras áreas do Brasil. Nos séculos seguintes o Maranhão desenvolveu uma rica agricultura de plantação, onde foram cultivadas principalmente algodão e arroz. A região tornou-se uma das mais prósperas do Brasil.

Depois de ter tido durante séculos uma florescente economia agrícola baseada na escravidão e em plantações a economia do Maranhão em meados do século XIX teve um rápido declínio causado pelo fim da escravidão e o declínio do algodão, que foi o principal produto agrícola da região.

De acordo com estatísticas recentes Maranhão é um dos Estados mais pobres do Brasil, mas o Estado tem um grande potencial, especialmente no que diz respeito ao turismo.  Há cidades históricas de grande valor como São Luís do Maranhão e Alcântara e atrações naturais tais como os Lençóis Maranhenses, o delta do rio Parnaíba e a Chapada das Mesas.

– As atrações turísticas: o que visitar no Estado do Maranhão

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

  • Área: 331.935 km²
  • População: 6.569.683 (situação em 2010): pardos 66,74%, brancos 25,57%, pretos 6,41%, amarelos 0,67%, indígenas 0,60%
  • Capital: São Luís do Maranhão
  • Fuso horário: UTC-3

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: