Home / Oceania / Austrália / A Nova Gales do Sul (New South Wales): uma paisagem variada e rica em belezas naturais
Three Sisters, Blue Mountains, Nova Gales do Sul, Austrália. Autor JJ Harrison. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike
Three Sisters, Blue Mountains, Nova Gales do Sul, Austrália. Autor JJ Harrison

A Nova Gales do Sul (New South Wales): uma paisagem variada e rica em belezas naturais

O Estado de Nova Gales do Sul (New South Wales) com 809.444 km² e 7.238.819 habitantes (situação de 2010)) está localizado no sudeste da Austrália e é o Estado mais populoso do país. Vivem lá um terço da população da Austrália. Faz fronteira ao sul com o Estado de Vitória, no norte com o de Queensland e ao oeste com a Austrália do Sul (South Australia). Faz parte do território do Estado a ilha de Lord Howe com 56 km², localizada a 600 km da costa do Oceano Pacífico.

Sydney com 4.575.532 habitantes, a capital da Nova Gales do Sul, é a maior e mais populosa cidade da Austrália. É uma cidade vibrante e cosmopolita com vista para uma baía animada.

A Nova Gales do Sul não é apenas a capital. O Estado oferece uma paisagem variada, rica em belezas naturais: Uma bela costa ao longo do Oceano Pacífico com praias de areia dourada, florestas subtropicais, deserto, vinhas e montanhas cobertas de neve. Desde as águas cristalinas de Port Stephens para Newcastle e o Lake Macquarie, desde as alturas do Barrington Tops National Park ao norte, com a atmosfera histórica de Maitland para as vinhas do Hunter Valley Wine Country.

Localizadas a 50 km a oeste de Sydney, as Blue Mountains (Montanhas Azuis) são uma impressionante cordilheira salpicada de pequenas aldeias e protegidas por sete Parques Nacionais e uma reserva. Formadas em grande parte por um planalto de arenito, as Blue Mountains são atravessadas por desfiladeiros profundos até 760 metros. Os seus picos mais altos têm uma altitude de 1.190 metros. A UNESCO incluiu as Blue Mountains entre os locais do património mundial natural da humanidade (Greater Blue Mountains Area).

A 120 km a sudoeste de Sydney encontram-se os Southern Highlands, uma área famosa por seus parques e jardins. Os principais centros desta região são as localidades de Mittagong, Moss Vale, Berrima, Bundanoon, Bowral, e Robertson.

Sydney Opera House, Austrália. Author Kazuhisa Togo. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike

Sydney Opera House, Austrália. Author Kazuhisa Togo

Na parte sul do Estado sobem as Snowy Mountains, uma cadeia, que faz parte dos Alpes Australianos (Australian Alps). Aqui estão as montanhas mais altas da Austrália com cinco picos com mais de 2.100 metros de altura, incluindo a montanha mais alta da Austrália: O Monte Kosciuszko, que atinge 2.228 metros de altura. A região, famosa pelo seu desporto de inverno, oferece uma grande variedade de atrações e atividades desde passeios no “bush” a pé e de bicicleta no verão até descobrir as belas flores silvestres na primavera. A área das Snowy Mountains inclui áreas alpinas, riachos e lagos glaciais, que inclinam-se para colinas e planícies agrícolas.

A estrada da costa ao longo do Oceano Pacífico (Pacific Coast Touring Route), ligando Sydney para Brisbane, oferece aos viajantes 1.000 km de costa magnífica e deslumbrantes vistas para o interior. A 150 km ao norte de Sydney a área vinícola do Hunter Valley (Hunter Valley Wine Country) é a mais antiga área vinícola da Austrália. Aqui são produzidos vinhos finos e existem algumas das empresas vinícolas mais famosas do país. O porto de Newcastle, uma cidade litorânea é a porta de entrada para a região dos vinhedos. A partir daqui pode visitar a costa cênica de Port Stephens de praias com a possibilidade de praticar os desportos aquáticos e a pesca. A baía é o lar de golfinhos do nariz inchado e duma colónia de coalas. No Hunter Valley ficam os Barrington Tops (Barrington Tops National Park), uma área caracterizada por picos irregulares, desfiladeiros e ravinas, fazendo parte do património mundial da humanidade da UNESCO (Gondwana Rainforests of Australia).

Jimmys Beach de Winda Woppa, Port Stephens, Nova Gales do Sul, Austrália. Autor J.lyle. No Copyright

Jimmys Beach de Winda Woppa, Port Stephens, Nova Gales do Sul, Austrália. Autor J.lyle

Ao norte de Port Stephens ao longo da Estrada do Pacífico (Pacific Highway) chegamos à região dos Grandes Lagos (Great Lakes), famosa pela pesca, o iatismo e o windsurfe. Port Macquarie é uma estância popular balnear com grandes praias de areia. Coffs Harbour a 550 km ao norte de Sydney é uma estância famosa à beira-mar, onde pode praticar a natação, a pesca e a vela. Byron Bay é um paraíso para surfistas e amantes da natureza. Aqui pode ver durante o ano inteiro os golfinhos e entre maio e dezembro também as baleias.

O centro principal para aqueles, que querem explorar a área do deserto de Nova Gales do Sul é a cidade de Broken Hill a mais de 1.200 km a oeste de Sydney. É uma grande localidade no interior da Austrália, construída sobre a riqueza das minas de prata. Hoje é o lar duma colónia de artistas, que são inspirados pela paisagem. Pode visitar o Parque Nacional Kinchega, onde pode ver a arte aborígine e a rica vida selvagem. Ainda mais para o interior fica o Parque Nacional Mootwingee com a localidade de White Cliffs, famosa pelos seus depósitos de pedras semi-preciosas brancas de opala e para as moradias subterráneas, construídas para escapar do calor do verão sufocante. Para perceber o estilo de vida do interior/Outback australiano pode tentar ficar num hotel subterrâneo.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

Sydney, Nova Gales do Sul, Austrália. Autor Adam JWC. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike

Sydney, Nova Gales do Sul, Austrália. Autor Adam JWC

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: