Home / Europa / Portugal / Lisboa: pitoresca cidade cheia de encanto

Lisboa: pitoresca cidade cheia de encanto

Lisboa (565.000 habitantes com uma área metropolitana de quase 3.000.000 de habitantes) é a capital e a maior cidade de Portugal. A cidade está localizada ao longo da margem norte do Tejo perto da sua foz no Oceano Atlântico. A cidade juntou-se com o outro lado do Tejo por duas pontes grandes: a Ponte 25 de Abril abriu em 1966 e oa Ponte Vasco da Gama foi inaugurada em 1998.

Lisboa é uma cidade muito pitoresca devido à sua localização sobre o Tejo. As pessoas são amigáveis e hospitaleiras e os pratos excelentes locais são muitas vezes à base de peixe (Bacalhau à Braz, Bacalhau à lagareiro, Dourada Grelhada etc.). O fado é característico de Lisboa. Pode ouvir o fado nos restaurantes da cidade antiga.

Em 1983 dois dos seus monumentos, quer dizer o Mosteiro dos Jerónimos e a Torre de Belém, foram incluídos na lista da UNESCO como patrimônios da humanidade.

A cidade foi provavelmente fundada em 1200 a.C. pelos fenícios como um estabelecimento comercial com o nome de Alis Ubbo. Os gregos renomearam a cidade Olisippo, da qual derivou-se seu nome actual de Lisboa. Durante o Império Romano era um centro de importância da província de Lusitânia com a capital Emerita Augusta (hoje Mérida na Espanha). Lisboa era conhecida na altura pelo nome oficial de Felicitas Julia.

Com a queda do Império Romano Lisboa tornou-se parte do reino visigodo de Toledo. No século VIII a cidade foi conquistada pelos árabes do Norte de África, que a ocuparam até o século XII. Durante este período a cidade teve um grande desenvolvimento comercial.

Recapturada por Afonso I em 1147, Lisboa tornou-se a capital de Portugal desde 1255. O período mais próspero da cidade ocorreu durante a dinastia de Aviz entre 1385 e 1580, quando Lisboa foi a cidade mais rica de Europa. Era o centro do comércio com a Ásia, a África e a América. Naquela altura Portugal controlou o maior império colonial e comercial.

Nos próximos 60 anos (1580-1640), devido à extinção de sua dinastia, Portugal sofreu a união pessoal das coroas com a Espanha, o que provocou uma parada no desenvolvimento da cidade e uma desaceleração acentuada do poder político e comercial do país. Em Novembro de 1755 um grande terramoto e um incêndio posterior destruiram a cidade, que foi reconstruída na segunda metade do século XVIII.

O bairro de Alfama.

O clima de Lisboa.

Texto português corrigido por Dietrich Köster. 

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: