Home / África / Zimbabwe / Zimbábue: cachoeiras espetaculares, civilizações antigas e parques ricas em vida selvagem
Grande Zimbabwe, Zimbabwe. Autor and Copyright Chris Dunbar
Grande Zimbabwe, Zimbabwe. Autor and Copyright Chris Dunbar

Zimbábue: cachoeiras espetaculares, civilizações antigas e parques ricas em vida selvagem

O Zimbábue (Republic of Zimbabwe/República do Zimbábue) é uma república presidencialista na África Austral. Foi uma colónia britânica sob o nome de Rodésia do Sul, que foi governada pela minoria branca até 1980. A capital do país é a cidade de Harare, anteriormente conhecida pelo nome de Salisbury. O Zimbábue é limitado a norte pela Zâmbia e o Moçambique, a leste pelo Moçambique, a sul pela África do Sul, pelo Moçambique e o Botswana.

A cidade mais importante do país é a capital Harare, que está localizada no nordeste do Zimbábue no Highveld em 1.470 m de altura. Outras cidades importantes incluem Bulawayo, Chitungwiza, Gweru, Kwekwe, Masvingo e Mutare.

O território do Zimbábue pode ser dividido em três áreas em relação à altitude: o Highveld com mais de 1.400 m de altura, que ocupa uma grande parte da área central, o Middleveld entre 700 e 1.400 m de altura, que estende-se principalmente para o nordoeste e sudeste e o Lowveld, que inclui as regiões dos vales do Zambeze no norte e do Limpopo no sul.

Mapa do Zimbabwe

Mapa do Zimbabwe

Os picos mais altos do país, as Montanhas Inyanga – a montanha mais alta é o Inyangani com 2.592 m – ficam para o nordeste ao longo da fronteira com Moçambique. Ao norte fica a cadeia de montanhas Mavuradonha com 1.733 m, enquanto no sul-oeste extendem-se as montanhas Matopos com 1.549 m. Vários picos excedem os 1.500 metros na faixa montanhosa do Highveld como o Mtoro com 1.583 m a sudeste de Harare e o Mquilembegwe com 1.545 m a sudeste de Bulawayo.

O principal rio do país é o Zambeze, que alimenta a barragem hidroeléctrica de Kariba e forma as Cataratas Victória na fronteira entre o Zimbábue e a Zâmbia. As quedas de 122 m de altura possuem uma frente espetacular de 1.600 metros. Outros rios importantes são o Limpopo e o Sabi.

O subsolo é rico em ouro, cromita, carvão, cobre, ferro, amianto, fosfatos, estanho e antimônio. Os depósitos de diamantes são abundantes em todo o país. Também é importante a criação de gado como bovinos, caprinos, ovinos.

As culturas de fazenda são as mais desenvolvidas. Trata-se principalmente do milho e do trigo, mas também são produzidos citrinos, cana-de-açúcar, batata-doce, mandioca, amendoim e tabaco. A indústria do Zimbábue está muitas vezes ligada à mineração e ao processamento de produtos agrícolas.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

  • Superfície: 390.757 km²: Área arável 7,4%, prados e pastagens 43,9%, florestas e arbustos 22,8%, terra inculta e improdutiva 25,9%
  • População: 13.349.000 (censo de 2013): Shona (80%) e Ndebele (15%).
  • Capital: Harare.
  • Língua oficial: A língua oficial é o Inglês. Outras línguas são o Shona (76%) e o Ndebele (18%).
  • Religião: Cristã 70% (Catolica, Anglicana e Metodista), Animista 20%, Muçulmana 5%.
  • Moeda: Dólar do Zimbábue (ZWD)
  • Fuso horário: UTC+2 horas
banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: