Home / Europa / Sérvia / Sérvia atrações turísticas: que ver na Sérvia

Sérvia atrações turísticas: que ver na Sérvia

A Sérvia está localizada numa posição favorável no centro das vias principais dos Balcãs. Sempre foi estrategicamente importante e tem visto muitos conquistadores e culturas no seu território. Esta posição tem promovido o intercâmbio cultural e artístico, que agora é refletido na evidência histórica e arqueológica dos períodos romanos, bizantinos e otomanos.

A capital do país, Belgrado/Beograd, é geralmente o primeiro lugar visitado por turistas, que vêm para a Sérvia por avião. Esta cidade encontra-se entre as mais antigas da Europa. Foi fundada no século IV a.C. numa posição estratégica na confluência dos rios Sava e Danúbio. Apesar da destruição sofrida durante a Segunda Guerra Mundial e a sua aparência moderna, Belgrado tem ainda cantos encantadores da cidade velha, chamada Stari Grad.

Entre as cidades mais interessantes para visitar na Sérvia há a cidade de Niš, uma cidade antiga, situada no sul da Sérvia, sendo o local de nascimento de Constantino, o Grande, o primeiro imperador cristão do Império Romano. Perto de Niš pode visitar as ruínas de Mediana, um interessante sítio arqueológico com restos duma grande villa imperial com piso de mosaico.

Para o nordeste de Niš existe um sítio romano arqueológico importante, Gamzigrad, a antiga Felix Romuliana. Aqui o imperador Galério, que era um nativo da região, construiu um magnífico palácio. O edifício foi construído a partir de 298 d.C. e mantém hoje mosaicos e afrescos. O sítio inteiro está incluído na lista do património da humanidade da UNESCO.

Outras escavações arqueológicas do período romano encontram-se em Viminacium, próximo da atual Kostolac ao longo do Danúbio e em Sirmium ao longo do rio Sava perto da cidade de Sremska Mitrovica. Ao longo do Danúbio à chamada Porta de Ferro fica a Tabula Traiana, uma inscrição romana esculpida na parede de pedra. Fora estão os restos das fortificações de acesso à ponte romana, construídas por Trajano sobre o Danúbio, enquanto debaixo da água existem ainda alguns pilares da ponte.

Para o norte da antiga Gamzigrad perto do Danúbio e da cidade de Donji Milanovac fica o sítio pré-histórico de Lepenski Vir, onde foi descoberto um grande assentamento pré-histórico e 10 aldeias satélites.

Entre as obras-primas da arte bizantina da Sérvia o mais importante é o Mosteiro de Studenica, um Património Mundial da UNESCO, localizado no centro da Sérvia perto da cidade de Kraljevo. Foi fundado no século XII e contém belos afrescos de estilo bizantino dos séculos décimo-terceiro e décimo-quarto. Perto de Kraljevo existe um outro mosteiro ortodoxo interessante, o de Žiča, que remonta ao século XIII.

Para a fronteira com o Montenegro encontram-se outros mosteiros ortodoxos. Entre estes os mais interessantes são os de Sopoćani e Mileševa. No mosteiro de Mileševa perto da cidade de Prijepolje existem afrescos de grande valor do século XIII. O mosteiro de Sopoćani, localizado perto da cidade de Novi Pazar, foi construído no século XIII e mantém provavelmente os afrescos medievais mais bonitos da Sérvia. Por essa peculiaridade ganhou a inscrição na lista do Património Mundial da UNESCO juntamente com as ruínas da cidade medieval de Stari Ras.

Na Sérvia Central há outros mosteiros ortodoxos, que merecem uma visita. Nas montanhas Kučaj perto de Cuprija fica o mosteiro de Ravanica do século XIV, enquanto perto de Trstenik fica o de Ljubostinja e perto de Krusevac está o mosteiro de Lazarica. Um outro mosteiro importante do século XV é o de Manasija, localizado a meio caminho entre Belgrado e Nis.

Ao longo do rio Danúbio existem impressionantes fortalezas medievais como as de Golubac, Smederevo e Ram. A mais bonita é a de Golubac, construída no século XIV sobre um penhasco com vista para o rio Danúbio.

A Sérvia é também conhecida pelas suas muitas cidades termais, entre as quais as mais conhecidas são os banhos de Vrnjačka Banja, uma cidade, que fica no vale do rio Morava no centro-oeste da Sérvia. Perto encontram-se as termas de Mataruška Banja. Outras estâncias termais são Niska Banja, localizada a 10 quilómetros a leste da cidade de Niš e a cidade de termas de Sokobanja, localizada no centro-leste da Sérvia perto da fronteira com a Bulgária. A mais antiga cidade de termas do país é o de Banja Koviljača no vale do rio Drina na fronteira com a Bósnia e Herzegovina.

A beleza natural da Sérvia é formada principalmente por montanhas escarpadas e selvagens dos Balcãs, os Alpes Dináricos. O país tem também estâncias de montanha, onde pode praticar desporto de inverno, entre as quais as mais populares são as de Kopaonik no sul da Sérvia perto do Kosovo e Zlatibor no oeste da Sérvia na fronteira com a Bósnia e Herzegovina.

Lugares especiais naturais estão localizados na Sérvia inteira. Um dos mais curiosos no sul do país nas montanhas Radan na fronteira com o Kosovo é Djavolja Varos (Cidade do Diabo), uma série de cumes rochosos formados pela erosão dum solo, constituído por material solto. A Reserva Natural de Deliblatska Pescara na Voivodina, onde num ambiente composto por florestas e estepes encontram-se os restos dum vasto deserto pré-histórico, que é constituído por dunas de areia. Na fronteira com a Roménia o desfiladeiro de Djerdap, conhecido como a Porta de Ferro, é um canhão longo, esculpido pelo Danúbio ao longo dos séculos, que em seu ponto mais estreito tem uma largura de 150 metros.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: