Home / Europa / Bélgica / Bruges atrações turísticas: que ver a Bruges
Sint-Salvatorskathedraal, Bruges, Bélgica. Autor Tony Grist. No Copyright
Sint-Salvatorskathedraal, Bruges, Bélgica. Autor Tony Grist

Bruges atrações turísticas: que ver a Bruges

A cidade de Bruges é um exemplo maravilhoso da cidade medieval perfeitamente preservado até hoje. Graças a isso o centro histórico medieval de Bruges foi declarado Património Mundial da UNESCO em 2.000. Além disso a UNESCO incluiu o campanário de Bruges no Património Mundial dos Beffrois de Bélgica e França e a Beguinaria de Bruges entre as Beguinarias Flamengas também no Património Mundial.

A cidade, que é um dos destinos turísticos mais importantes da Bélgica, pode ser visitada a pé sem problemas graças à sua pequena estensão. Famosa por seus belos monumentos e à sua estrutura Bruges é conhecida por seu belo centro histórico. Dentro da área da desaparecida muralha medieval da cidade, da qual existem quatro portas, vai encontrar inúmeros canais, palácios e igrejas antigas. Bruges é conhecida como a “Veneza da Bélgica”.

O centro da cidade é representada pelas praças do mercado, o Markt e o Burg. O Markt é dominado pelo campanário (torre de relógio, Património Mundial da UNESCO) com 83 metros de altura e a casa do museu Bruggemuseum-Belfort. Na praça fica o Provinciaalhof no estilo neo-gótico (1887-1921), a antiga sede do governo da província de Flandres Ocidental. No centro do Markt está situada a estátua de Jan Breydel e de Pieter de Coninck, heróis da resistência anti-francesa de 1302. Ao redor da praça encontram-se as fachadas das casas bonitas das guildas.

Bruges, Bélgica. Autor Richardfabi. No Copyright

Bruges, Bélgica. Autor Richardfabi

À curta distância do Markt fica a antiga praça do Burg, que é alcançada ao longo do Breidelstraat com vista para a praça da Basílica do Santo Sangue (Basiliek van het Heilig Bloed), que contém a relíquia do Santo Sangue de Jesus, entregue a Bruges provavelmente após o saque de Constantinopla de 1204 na altura da Quarta Cruzada. Ao piso térreo está a capela de São Basílio (1139-1149) no estilo românico, enquanto que o segundo andar da capela no estilo neo-gótico abriga a relíquia sagrada.

Também no Burg fica o Stadhuis (Câmara Municipal), construído entre 1376 e 1420, a sede do Bruggemuseum Stadhuis, contendo a famosa Sala Gótica (Gotische Zaal) com luxuosas pinturas de parede do século XIX e o teto de madeira policromada. Um edifício renascentista interessante (1534-1537) é o Voormalige Civiele Griffie (a casa de memórias antigas), a antiga sede do Tribunal de Justiça, hoje os arquivos municipais e o museu Brugse Vrije, onde pode visitar a sala renascentista (Renaissancezaal) com uma lareira monumental de 1529, desenhado por Lanceloot Blondeel. Ainda no Burg fica a Proosdij (Reitoria), uma antiga residência barroca de 1665/1666 do bispo da antiga catedral de Sint-Donaas, que foi destruída em 1799.

Perto da praça do Burg fica o Mercado de Peixe, um edifício de 1821, que está aberto de terça a sábado das 6,00 às 13,00 horas. Logo atrás está o Rozenhoedkaai, um dos locais mais fotogênicos e fotografados em Bruges. O Onthaalkerk Onze Lieve Vrouw (Igreja de Nossa Senhora) abriga uma rica coleção de objetos de arte, incluindo a famosa “Madonna e criança” por Michelangelo e o mausoléu de Maria de Borgonha e de Carlos o Temerário. A St. Salvatorskathedraal (Catedral de São Salvador) é a igreja mais antiga de Bruges, que remonta aos séculos XII-XV. Dentro pode admirar o coro com o órgão do século XVII, várias pinturas e tapeçarias além do museu da catedral. O Begijnhof (Beguinaria, declarado patrimônio da humanidade pela UNESCO) foi fundado em 1245 e apresenta a vida de todos os dias do passado. A cervejaria “Brouwerij De Halve Maan” foi fundada em 1546. Existem inúmeros festivais musicais e vocais, feiras de antiguidades, procissões históricas como a do Santo Sangue (St.Sang), que é realizada na primeira segunda-feira de maio, hospedadas por esta cidade encantadora.

Perto de Bruges (Brugge) pode visitar a cidade de Damme, o antigo porto de Bruges com muitos edifícios históricos e hoje conhecido por suas livrarias e a feira do livro.

Bruges: a cidade jóia da Flandres.

Museus de Bruges. Que museus para visitar em Bruges.

Bruges clima: quando ir para Bruges.

Texto português corrigido por Dietrich Köster. 

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: