Home / Europa / Itália / Roma atrações turísticas: que ver a Roma
Teatro Marcello, Roma, Itália. Author and Copyright Marco Ramerini
Teatro Marcello, Roma, Itália. Author Marco Ramerini

Roma atrações turísticas: que ver a Roma

Durante vários séculos os romanos controlavam toda a Europa Ocidental, bem como a área em torno do Mar Mediterrâneo. Hoje Roma é a capital da Itália e a maior cidade com uma população de 2.761.477 em 2010 e quase 4 milhões na área metropolitana.

A Cidade do Vaticano, um enclave soberano dentro de Roma, é a sede da Igreja Católica Romana e a residência do Papa. O centro histórico de Roma é situado dentro dos limites da antiga muralha imperial.

O centro histórico contém a maior concentração de lugares clássicos romanos e cristãos e quase todos os prédios, praças e parques tém a sua própria herança, permeada com a história desde os etruscos a Renascença. O centro histórico foi construído sobre as tradicionais “Sete colinas de Roma”: o Capitólio, o Palatino, o Viminal, o Quirinal, o Esquilino, o Célio e o Aventino.

O Coliseu (Colosseo) é um dos símbolos de Roma e é o maior anfiteatro construído no Império Romano. O outro símbolo de Roma é a Praça de São Pedro (Piazza di San Pietro) com a Basílica de São Pedro (Basílica di San Pietro). A praça foi construída por Gian Lorenzo Bernini entre 1656 e 1667 e é cercada por uma colunata elíptica com dois pares de colunas dóricas.

Capela Sistina, Vaticano, Roma, Itália. Author and Copyright Marco Ramerini

Capela Sistina, Vaticano, Roma, Itália. Author Marco Ramerini

A cúpula foi projetada em 1546 por Michelangelo Buonarroti e redesenhada e completada por Giacomo della Porta em 1590. Dentro da igreja está a Pietà de Michelangelo e sobre o altar principal fica a 30 metros de altura o baldaquino desenhado por Bernini entre 1624 e 1632. Sob o baldaquino é o túmulo tradicional de São Pedro. Na Cidade do Vaticano há também a prestígiosa Biblioteca Vaticana e os Museus do Vaticano (Musei Vaticani) com a Capela Sistina, as Salas de Rafael e outras importantes obras de Leonardo da Vinci, Raphael, Giotto e Botticelli.

Monumentos muito importantes da antiga Roma são o Fórum Romanum e os Fóruns imperiais (Foro Romano e Fori Imperiali), a Domus Aurea, o Panteão, a coluna de Trajano, o Mercado de Trajano, as Catacumbas de Roma, o Circus Maximus, as Termas de Caracalla, o Arco de Constantino, a Pirâmide de Cestius. A Via Appia Antica foi o mais importante das estradas consulares.  Forrado com pinheiros e ciprestes a estrada é muito atraente, especialmente se o pavimento original é visível. Há muitos vestígios de construções romanas, que testemunham o seu antigo esplendor e a importância arqueológica.

Coliseu, Roma, Itália. Author and Copyright Marco Ramerini

Coliseu, Roma, Itália. Author Marco Ramerini

Outros grandes basílicas de Roma são São João de Latrão (San Giovanni in Laterano), Santa Maria Maggiore e São Paulo fora dos Muros (San Paolo Fuori le Mura). O Castelo de Sant’Angelo (Castel Sant’Angelo) e o Mausoléu de Adriano foram usados como fortaleza e castelo. Agora há aqui um museu. Roma foi também um importante centro da Renascença. A obra-prima mais impressionante da arquitectura renascentista a Roma é a Piazza del Campidoglio, projetada por Michelangelo.

Naquele período muitos prédios foram erguidos pelas famílias aristocráticas de Roma como o Palazzo del Quirinale, o Palazzo Venezia, o Palazzo Farnese, o Palazzo Barberini, o Palazzo Chigi, o Palazzo Spada, o Palazzo della Cancelleria e a Villa Farnesina. Muito importantes são também os prédios e praças do período barroco como a Fontana di Trevi, o Palazzo Madama, a Piazza Navona, o Palazzo Montecitorio, a Piazza di Spagna, o Campo de’ Fiori, a Piazza Venezia, a Piazza Farnese e a Piazza della Minerva.

Fori Romani, Roma, Itália. Author and Copyright Marco Ramerini

Fori Romani, Roma, Itália. Author Marco Ramerini

A lista dos mais importantes museus e galerias de Roma inclui: o Museu Nacional de Roma, o Museu da Civilização Romana, o Museu Nacional Etrusco de Villa Giulia, os Museus Capitolinos, a Galeria Borghese, o Museu do Castelo de Sant’Angelo, a Galeria de Arte Moderna. Os Museus do Vaticano (Musei Vaticani) mostram uma colecção de arte única. Os magníficos Quartos de Raphael figuram entre as obras-primas da coleção e a Capela Sistina (Cappella Sistina) é o melhor tesouro do museu. Aqui está o famoso Dia do Julgamento Final de Michelangelo.

Montecitorio: O Príncipe Ludovici por volta de 1600 encomendou este palácio por Bernini. O edifício foi concluído por Carlo Fontana em 1697. Desde 1870 tem sido a casa do Parlamento e é um símbolo da unificação da Itália. O Palácio Montecitorio contém uma coleção de mais de mil pinturas e gravuras de várias épocas.

Basílica de São Pedro, Roma, Itália. Autore e Copyright Marco Ramerini

Basílica de São Pedro, Roma, Itália. Author Marco Ramerini

Palazzo Venezia: Em meados do século XVI o Cardeal Paolo Barbo começou a trabalhar para a construção de sua residência incorporando uma torre medieval. Após a eleição do cardeal ao trono papal com o nome de Papa Paolo II, o palácio tornou-se o palácio papal. Em 1564 o Papa Pio IV permitiu aos embaixadores da República de Veneza de ocupar uma parte do edifício. Em 1806 ele tornou-se na sede da administração francesa por ordem de Napoleão. Ele foi restaurado várias vezes no século XVIII e XIX. Em 1924 o palácio tornou-se num Museu de Arte e Arqueologia. Foi também a sede do governo fascista de Mussolini de 1929 até 1943. Mussolini estabeleceu seu escritório no primeiro andar do Palácio.

Monumento a Vittorio Emanuele II ou Altare della Patria: Foi erguido entre 1895 e 1911 para homenagear Vittorio Emanuele II, primeiro rei da Itália unificada.

Castel Sant’Angelo: Castel Sant’Angelo foi o antigo mausoléu do imperador Adriano (130 AD). Esta fortaleza foi concebido como um sepulcro para Adriano e a sua família. Em 520 Teodorico transformou o edifício numa prisão, uma função, que detinha por vários séculos.

Quirinale: O edifício foi encomendado em 1573 por Gregório XIII como residência de verão dos Papas. O palácio do Quirinal foi sede do papado de Clemente XI até 1870, ano em que o complexo foi escolhido como o palácio dos reis da Itália unida. Desde 1947 é a residência oficial do presidente da República Italiana.

Fonte de Trevi: Esta fonte barroca é um dos pontos turísticos mais famosos de Roma. A fonte foi criada pelo arquitecto Salvi em 1732 sob o Papa Clemente XII, que continuou o trabalho iniciado por Bernini cem anos antes.

Texto português corrigido por Dietrich Köster. 

banner
Siga-nos no Facebook
Mantenha-se informado sobre Guia Viagem