Home / Europa / Alemanha / Munique: a metrópole da Baviera, uma das cidades mais habitáveis da Alemanha
Munique, Baviera, Alemanha. Autor David Kostner. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike
Munique, Baviera, Alemanha. Autor David Kostner

Munique: a metrópole da Baviera, uma das cidades mais habitáveis da Alemanha

Munique (München) com 1,3 milhões de habitantes e 2,6 milhões na área metropolitana é a cidade capital do Estado alemão de Baviera. —– Munique é a terceira cidade alemã pela população. A cidade está localizada no sul da Alemanha ao longo das margens do rio Isar no planalto do sopé dos Alpes da Baviera a uma altitude de mais de 500 metros acima do nível do mar e a 70 km da fronteira com a Áustria e a uma curta distância dos Alpes bávaros.

O ponto nodal de importantes estradas ferroviárias, rodoviárias e aéreos é uma das cidades economicamente mais vibrantes da Alemanha, universalmente conhecida para o Oktoberfest e suas cervejarias. Munique é um importante centro industrial com indústrias mecânicas (motores, carros, locomotivas), têxteis, alimentares e químicas.

A cidade foi fundada no século XII e logo tornou-se a residência dos Duques de Alta Baviera. Em 1506 tornou-se a capital da Baviera unificada. No século XVI Munique era o centro da Contra-Reforma e do Renascimento alemão. Munique foi fortemente danificada pelos bombardeios da Segunda Guerra Mundial, mas a cidade conserva muitos edifícios, que merecem uma visita.

QUE VER: AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES DE MUNIQUE

Neues Rathaus, Marienplatz, Munique, Baviera, Alemanha. Autor e Copyright Liliana Ramerini

Neues Rathaus, Marienplatz, Munique, Baviera, Alemanha. Autor e Copyright Liliana Ramerini

A praça central da cidade é o Marienplatz. A cidade tem uma imponente Câmara Municipal (Neues Rathaus), um grande edifício neo-gótico, construído entre 1867 e 1909. Este edifício é famoso para o seu Glockenspiel, um relógio mecánico, localizado na torre, que todos os dias (às 11, às 12 e às 17 horas) desempenha seus 43 sinos e suas estátuas estão dançando. A torre é acessível e oferece uma vista maravilhosa da cidade. Na praça encontra-se também a antiga Câmara Municipal (Altes Rathaus), um prédio do século XV.

A curta distância do Marienplatz fica a Peterskirche, uma igreja das mais antigas da cidade, que foi construída no século XII no estilo românico da Baviera. A curta distância fica o lugar do mercado com todos os produtos da gastronomia alemã: frutas, legumes, peixes, queijos, carnes e doces. É o mais popular de Munique: O Viktualienmarkt, aberto de segunda a sábado até as 20 horas.

A Frauenkirche, a maior igreja de Munique, é a catedral no estilo gótico tardio do século XV. O edifício é dominado por duas torres altas de 99 metros. A torre sul é aberta ao público e oferece uma bela vista da cidade e dos Alpes. A cripta contêm os túmulos dos arcebispos de Munique e de membros da dinastia Wittelsbach. A Michaelskirche é a igreja jesuíta, construída no século XVI no estilo renascentista com uma bela fachada com numerosas estátuas de membros da dinastia Wittelsbach. Muitas outras são as igrejas históricas da cidade, incluindo a igreja barroca Theatinerkirche e a Asamkirche e a igreja St. Anna im Lehel, ambos no estilo rococó.

Não perca uma visita à Residenz, a residência dos Duques, dos eleitores e dos reis da Baviera, localizada no centro da cidade, um dos melhores museus de quartos decorados na Europa. São visíveis mais de 130 quartos e 10 pátios. As três principais secções do edifício são o Königsbau, a Alte Residenz e o Festsaalbau. Uma ala do Festsaalbau contêm o Cuvilliés-Theater. É aconselhável uma visita dos parques públicos como o próximo pátio com jardim, do Hofgarten, do jardim do século XVII e do Englischer Garten, um jardim do final do século XVIII.

Entre os edifícios notáveis existe também o Palácio de Nymphenburg (Schloss Nymphenburg), a residência de verão dos Wittelsbach, a família real da Baviera. O Palácio foi construído no estilo barroco nos séculos XVII e XVIII com um parque, que o rodeia. O Parque Olímpico é a área, que foi construído por ocasião dos Jogos Olímpicos de 1972. É o lar de exemplos notáveis da arquitetura moderna como o Olympiastadion (Estádio Olímpico). Um outro exemplo interessante de arquitetura moderna, dedicada ao desporto, é a Allianz-Arena.

QUE VER: OS MUSEUS DE MUNIQUE

Munique, Baviera, Alemanha. Autor Richard Huber. Licenza Creative Commons Attribuzione-Condividi allo stesso modo

Munique, Baviera, Alemanha. Autor Richard Huber

As propostas museais de Munique são de primeira qualidade. Devemos começar pelo Kunstareal (Distrito de Arte), um distrito de museus no centro da cidade. Aqui encontramos: O Alte Pinakothek, uma das galerias mais antigas e mais belas do mundo. Tem uma grande colecção de pinturas européias a partir do século XIII ao século XVIII. Suas coleções de pinturas antigas italianas, alemãs, neerlandesas e flamengas encontram-se entre as mais importantes do mundo.

A Neue Pinakothek exibe obras de pintura e de escultura do século XIX. Entre elas há obras de Francisco Goya, Eugène Delacroix, Paul Gauguin, Paul Cézanne, Edgar Degas, Gustav Klimt, Claude Monet, Camille Pissarro, Pierre-Auguste Renoir e de Vincent van Gogh.

A Pinakothek der Moderne, um museu de arte moderna e contemporânea, apresenta desenhos, gráficos, arquitetura e design. O museu apresenta obras de Henri Matisse, Pablo Picasso, Salvador Dalí, Giorgio Morandi, Ernst Ludwig Kirchner, Wassily Kandinsky, Paul Klee, Joan Miró, René Magritte, Giorgio de Chirico, Francis Bacon e de Marino Marini.

O Lenbachhaus: Este museu oferece uma rica colecção de pinturas de artistas do tipo “Der Blaue Reiter” como Wassily Kandinsky, Gabriele Münter, Franz Marc, August Macke, Marianne von Werefkin, e Paul Klee. A Glyptothek, um museu dedicado às esculturas gregas e romanas com obras expostas como a Medusa Rondanini, o Fauno Barberini e figuras do Templo de Aphaea Egina. As Staatliche Antikensammlungen abrigam colecções de arte grega, romana e etrusca.

Outros museus interessantes estão localizados noutras áreas da cidade: No Haus der Kunst (Casa da Arte) há obras dos principais artistas alemães do século XX, bem como obras de Pablo Picasso, Piet Mondrian, René Magritte e Henri Matisse. O Staatliches Museum für Völkerkunde (Museu Público de Etnologia) contêm uma coleção de 150.000 peças relativas à vida e à cultura dos povos fora da Europa (África, Ásia, América, Oceania), coletadas desde 1782 pelos Wittelsbach. O Alpines Museum é um museu dedicado aos aspectos científicos e estéticos dos Alpes. São expostos rochas e minerais e uma secção é dedicada à história dos Alpes.

O Bayerisches Nationalmuseum expõe a coleção Wittelsbach, doada à cidade pelo rei Maximilian II de Baviera em 1855. Em exibição há coleções de arte popular, de presépios napoletanos e do sul da Alemanha, instrumentos musicais, porcelanas, arte Biedermeier e uma coleção de pinturas, esculturas e artefatos até o século XVIII.

A Städtische Galerie im Lenbachhaus é um museu de arte moderna e contemporânea apresentando numerosas obras de Wassily Kandinsky, bem como obras de Paul Klee, Franz Marc, Joseph Beuys, Andy Warhol e August Macke. O Deutsches Museum (Museu de Ciência e Tecnologia), dividido em diferentes secções, mostrando as maravilhas da ciência, da tecnologia, do transporte e da comunicação. Uma secção é dedicada às crianças.

Na Schackgalerie está exposta a colecção da Galeria de Arte do Barão Adolf Friedrich von Schack com obras de artistas alemães como Arnold Böcklin, Moritz von Schwind, Franz von Lenbach, Anselm Feuerbach, Karl Spitzweg e Hans von Marées. O Stadtmuseum é o museu da cidade de Munique. Aqui estão expostos os Moriskentänzer, esculpidos por Erasmus Grasser em 1480, armas antigas, artesanato e folclore. Ele abriga também o Museu das bonecas, o Museu de instrumentos musicais, o Museu de fotografia e o Film-Museum. A Staatliche Sammlung für ägyptische Kunst é dedicada à arte egípcia.

O OKTOBERFEST DE MUNIQUE

Altes Rathaus, Marienplatz, Munique, Baviera, Alemanha. Autor e Copyright Liliana Ramerini

Altes Rathaus, Marienplatz, Munique, Baviera, Alemanha. Autor e Copyright Liliana Ramerini

O Oktoberfest é a maior festa popular do mundo. Cada ano vêm a Munique para esta festa 6 milhões de visitantes. A feira, que dura duas semanas, é caracterizada por um lunapark e tendas-cervejaria.

A atmosfera festiva, as orquestras, a boa comida bávara, os passeios coloridos, as barracas características e a famosa cerveja da Baviera oferecem um evento inesquecível para todos.

É curioso para saber que a primeira Oktoberfest foi realizada em outubro de 1810 entre o 12 e o 17 para o casamento do príncipe Ludwig da Baviera com a princesa Therese von Sachsen-Hildburghausen.

Nos anos seguintes o festival tornou-se um evento clássico da Baviera, mas as datas foram transferidas para o início de setembro. Este mês apresenta normalmente condições climáticas melhores do que os dias de outubro. Em memória do primeiro festival em outubro de 1810 o nome “Oktoberfest” foi mantido.

O festival de cerveja geralmente tem lugar entre os meados de setembro e o início de outubro. A entrada é gratuita – tanto no Oktoberfest que nas tendas.

As cervejarias estão abertas nos seguintes horários: segunda – sexta 10-22.30; sábado, domingo e feriados 09-22.30.

O “Kafers Wiesnschänke” e o “Weinzelt” estão abertos até 01h00.

Os estábulos estão abertos segundo este horário: segunda – sexta 10-23.30; sábado 09-24; domingo e feriados 09-23.30.

Como se locomover em Munique:

Munique tem um dos sistemas de transporte público mais completos do mundo. Fazem parte do mesmo: A U-Bahn (metro) de Munique, a S-Bahn de Munique (comboios suburbanos) e uma extensa rede de eléctricos e autocarros.

O clima de Munique.

Texto português corrigido por Dietrich Köster. 

banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE: