Home / Ásia / Birmânia (Myanmar) / Birmânia (Myanmar): templos, florestas e cultura oriental
Shwedagon, Yangon, Birmânia (Myanmar). Author Sarah Depper. Licensed under the Creative Commons Attribution
Shwedagon, Yangon, Birmânia (Myanmar). Author Sarah Depper

Birmânia (Myanmar): templos, florestas e cultura oriental

Birmânia (União de Mianmar) é um estado situado no Sudeste da Ásia, que faz fronteira a leste com a China, o Laos e a Tailândia e para o sul é banhada pelo Mar de Andaman e a oeste da Baía de Bengala. No oeste faz fronteira com Bangladesh e a Índia e no norte com a China e a Índia. A cidade mais importante do país é Rangum (Yangon), enquanto a capital administrativa é a partir de Novembro de 2005 Naypyidaw.

O território da Birmânia é formado em parte das áreas montanhosas, dispostas na direção norte-sul, que ao norte são as sopés dos Himalaias. Têm picos extremamente afiados e altos, que culminam com o maciço de Hkakabo Razi com 5.881 m, o pico mais alto do Sudeste Asiático.

A oeste as montanhas são mais baixas. Aqui estão as Montanhas Arakan, que marcam a fronteira com a Índia e Bangladesh e têm uma altura de mais de 3.000 metros no pico mais alto da cadeia: o Monte Victoria com 3.053 m. Para o leste encontra-se o planalto Shan com uma altura de 900 metros. Este planalto é árido no norte e rico em florestas tropicais no sul, onde há as montanhas de Tenasserim/montanhas Bilauktaung. As costas têm um comprimento de 1.930 km. Somente no delta do Irrawaddy existem baixas arenosas, enquanto na maior parte da costa Arakan (noroeste) e da de Tenasserim (sudeste) são altas e rochosas e pontilhadas com ilhas. Ao sul encontram-se as ilhas do Arquipélago Mergui.

Mapa da Birmânia (Myanmar)

Mapa da Birmânia (Myanmar)

A área mais rica do país é composta por vales férteis do Irrawaddy e Salween, intensamente cultivados com arroz. A Birmânia é um grande produtor de arroz do mundo, mas cultivam-se também algodão, amendoim, cana-de-açúcar, cereais, leguminosas e tabaco. As florestas cobrem 49% do território birmanês e são uma fonte rica em madeira de teca – da qual a Birmânia tem as maiores reservas do mundo – , de borracha e de bambu.  Os recursos minerais, que se encontram no país são sobretudo petróleo e gás natural, mas também chumbo, zinco, estanho, tungstênio, carvão, cobre, níquel, jade e rubis. Muitas são as atrações do país como praias, cidades antigas e uma cultura indígena intacta.

Texto português corrigido por Dietrich Köster. 

  • Superfície: 676.577 km²: terras aráveis 15%, prados e pastagens 0,5%, florestas e arbustos 49%, terras incultas e improdutivas 36,5%
  • População: 48.800.000 (situação em 2007): Bamar 68%, Shan 10%, Kayin 7%, Rakhine 4%, Chineses 3%, Lundi 2%, Indianos 2%. Existe um total de 135 grupos étnicos.
  • Capital: Naypyidaw, mas a maior cidade é Yangon/Rangum.
  • Língua oficial: A língua oficial é o birmanês e a segunda língua é o inglês. Falam-se os dialetos Shan, Karen, Kachin, Chin, Mon e Rakhine.
  • Religião: budistas 89%, muçulmanos 4%, cristãos 4%
  • Moeda: Kyat (MKK)
  • Fuso horário: UTC+6.30
banner
Close
Inscreva-se no nosso canal YOUTUBE
Se você gosta de viajar, inscreva-se no nosso canal de viagens YOU TUBE:
Siga-nos no Facebook
Mantenha-se informado sobre Guia Viagem