Home / Europa / Espanha / Santiago de Compostela: o símbolo do cristianismo espanhol
Catedral de Santiago de Compostela, Galiza, Espanha. Author Marrovi. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike
Catedral de Santiago de Compostela, Galiza, Espanha. Author Marrovi

Santiago de Compostela: o símbolo do cristianismo espanhol

Santiago de Compostela com 90.000 habitantes é a capital da Galiza e uma das mais belas cidades da Espanha. Santiago está localizado a 30 km da costa do Oceano Atlântico no centro geográfico da Galiza, que é a região mais ao noroeste da Espanha.

Santiago é um famoso centro de peregrinação, que tornou-se o símbolo do cristianismo espanhol contra o Islã. Foi destruída pelos muçulmanos no final do século X e em seguida totalmente reconstruída no século seguinte. A cidade antiga de Santiago de Compostela com os seus palácios românicos, góticos e barrocos é uma das mais belas áreas urbanas do mundo. Os monumentos mais antigos são agrupados em torno do túmulo de São Tiago (Santiago) e da catedral, que contém o magnífico Pórtico da Glória.

QUE VER: AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES DE SANTIAGO DE COMPOSTELA

Em 1985 Santiago de Compostela foi declarado Património Cultural da Humanidade pela UNESCO, devido à beleza e à integridade dos seus monumentos e à importância do seu santuário apostólico. Trata-se do ponto de chegada do caminho espiritual mais importante da Idade Média.

Santiago de Compostela é também o destino final da rota de peregrinação medieval chamada Caminho de Santiago, que foi proclamada em 1987 pelo Conselho da Europa o primeiro Itinerário Cultural Europeu e em 1993 Patrimônio Cultural Mundial da Humanidade pela UNESCO. Esta rota tem desempenhado um papel fundamental no sentido de incentivar o intercâmbio cultural entre a Península Ibérica e o resto da Europa durante a Idade Média.

Praza das Praterias, Santiago de Compostela, Galiza, Espanha. Author Georges Jansoone. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike

Praza das Praterias, Santiago de Compostela, Galiza, Espanha. Author Georges Jansoone

A cidade de Santiago de Compostela data do século IX, quando o bispo de Iria Flavia, hoje Padrón, situado 20 km ao sul de Santiago, segundo o conselho dum eremita reconheceu num mausoléu romano o túmulo do Apóstolo São Tiago (Santiago). Pouco depois o rei das Astúrias, Afonso II, visitou o túmulo e declarou Santiago a padroeira das Astúrias. Desde então o local tornou-se um lugar de culto e peregrinação, símbolo do cristianismo, que defendeu-se contra o avanço do Islã. A data geralmente aceite para a fundação da cidade é 830 AD. Em 997 a cidade foi destruída pelos árabes, que eram comandados por Almanzor, mas os árabes respeitaram o sepulcro. Mais tarde os cristãos reconstruíram a cidade, cercando-a com muralhas, abrangendo o perímetro da zona antiga da cidade de hoje.

Em 1075 começou a construção da Catedral românica, que será concluída em 1125 pelo Mestre Esteban. Durante esta fase graças a Dom Diego Xelmírez desenvolveu-se além da catedral a cidade. Foram construídos outros edifícios, incluindo o palácio do arcebispo (Palacio Arzobispal) e várias igrejas, que acolhem algumas relíquias recuperadas do bispo e aquelas da Santa Susanna.

Em 1168 uma nova fase de construção envolve a Catedral. Sob as ordens do mestre Mateo, artista da época, são realizadas as peças monumentais da catedral incluindo o Coro Pétreo e o Pórtico da Glória, um dos mais importantes obras do estilo românico europeu. O Caminho de Santiago tornou-se a mais importante rota medieval de peregrinação. Os peregrinos usaram a Via Francigena (partindo da Itália) e em seguida a Via Tolosana, que foi também usada pelos peregrinos alemães, a Via de Tours (partindo da Inglaterra, dos Países Baixos e do norte da Alemanha, a Via Podense e a Via Lemovicense. Para acomodar os peregrinos às portas da cidade foram construídos os conventos de ordens mendicantes, quer dizer os conventos de San Francisco, Santo Domingo, Santa Clara e Belvis, que formaram a cidade histórica fora dos muros. Em 1525 foi fundada a famosa universidade. No mesmo período foi construído o Hostal de Los Reyes Catolicos. No século XVII foi construída a fachada do Obradoiro no estilo barroco e muitos edifícios da cidade foram renovados.

O volta da cidade pode começar na praça principal, a Plaza del Obradoiro, onde estão os edifícios mais importantes da cidade: a Catedral, o Pazo de Raxoi, o Hostal de Los Reyes Catolicos e o Colégio de San Xerome. A catedral tem uma planta em cruz latina com três naves e nove torres, duas delas para cada lado e três no transepto. Cada uma das três fachadas é aberta para diferentes praças e forma maravilhosos conjuntos arquitetônicos de diferentes estilos: a magnífica fachada barroca do Obradoiro do lado oeste, projetada por Fernando Casas y Novoa em 1740 no estilo barroco. Do lado norte fica a fachada do Azabachería por Ferro Caaveiro e Fernández Sarela. Do lado sul há a mais antiga de todas as fachadas românicas de Platerias, provavelmente construída em 1103 pelo Mestre Mateo. A entrada oeste da catedral é completada por uma das maiores obras de arquitetura românica europeu, o Pórtico da Glória, acabado em 1188 após um trabalho de 20 anos pelo Maestro Mateo. O átrio da catedral é composto por três arcos com mais de 200 figuras esculpidas no granito, que representam o tema da salvação. O interior da Catedral é uma planta em cruz latina, preservando o estilo românico. A nave mede 97 metros de comprimento e 24 metros de altura. Nos corredores há 4 das 16 capelas da catedral. O altar é encimado por um dossel no estilo barroco e está localizado perto do antigo mausoléu romano, que abriga os restos mortais de São Tiago (Santiago).

Catedral de Santiago de Compostela, Galiza, Espanha. Author Vasco Roxo. Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike

Catedral de Santiago de Compostela, Galiza, Espanha. Author Vasco Roxo

Na Plaza del Obradoiro pode-se ver o Hostal de los Reyes Catolicos, construido a partir do início do século XVI no estilo renascentista plateresco como edifício para acomodar os peregrinos. Noutro lado da praça é o Pazo de Raxoi, um edifício do século XVIII, construído como seminário dos confessores, casa do Consistório e residência do coro infantil da catedral. Do lado oposto da praça com o Hostal de los Reyes Catolicos fica o Colégio de San Xerome, que hoje abriga a reitoria. Foi fundado no século XVI para acomodar os estudantes pobres. À direita do Hostal de los Reyes Católicos encontra-se o Pazo de Xelmírez, um palácio episcopal no estilo românico dos séculos XII e XIII.

A partir da Praça da Imaculada, que oferece uma vista para o Azabachería e para o Mosteiro de San Martín Pinarius pode gozar uma bela vista para a catedral. Chegado à Praça da Quintana, um quadrado de dois níveis, vai encontrar a Casa de la Parra do século XVII e o Mosteiro de San Paio de Antealtares. Na Plaza de Platerias fica a Casa del Cabildo, um belo edifício barroco do século XVIII. Em seguida pode continuar o passeio pela cidade, caminhando pelas ruas do centro em torno da catedral, na Rua do Franco, na Plazuela de Fonseca com o Colegio Mayor de Fonseca, na Praça do Toural com o Palácio dos Marqueses de los Bendaña do século XVIII e nas arcadas da Rúa do Vilar.

Nos arredores de Santiago de Compostela vale a pena de visitar a costa da Galiza com o Cabo Finisterra e a Costa de la Muerte. Para os amantes de antiguidades romanas uma parada a não perder é a cidade de Lugo a 100 km de Santiago, onde são visíveis muralhas romanas quase intactas do final do terceiro século da cidade de “Lucus”. Todo o circuito das muralhas é o melhor exemplo duma fortificação romana da Europa Ocidental existindo ainda hoje. Em 2000 a UNESCO declarou as muralhas Património da Humanidade.

COMO CHEGAR A SANTIAGO DE COMPOSTELA

O aeroporto de Santiago de Compostela é o Aeroporto Santiago de Compostela-Lavacolla (IATA: SCQ), que está localizado a 16 km do centro da cidade. O aeroporto oferece voos, que conectam muitas cidades espanholas com alguns países europeus como o Reino Unido, a Irlanda, a Suíça, a Turquia, a França, a Bélgica e a Itália.

O clima de Santiago de Compostela.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

dealform 336x280
banner
eXTReMe Tracker