Home / América do Sul / Chile / Punta Arenas: A capital do sul da Patagônia
Monumento a Fernão de Magalhães, Punta Arenas, Chile. Autor e Copyright Marco Ramerini
Monumento a Fernão de Magalhães, Punta Arenas, Chile. Autor e Copyright Marco Ramerini

Punta Arenas: A capital do sul da Patagônia

Punta Arenas é a cidade mais austral do Chile. Está localizada na costa norte do Estreito de Magalhães no sul da Patagônia chilena. O Estreito de Magalhães é a passagem entre os oceanos Atlântico e Pacífico, descoberta pela expedição de Fernão de Magalhães em 1520. Até a abertura do Canal do Panamá em 1914 o Estreito de Magalhães foi a mais movimentada passagem naval entre o oceano Atlântico e o oceano Pacífico. Punta Arenas tornou-se num importante porto turístico, de onde numerosos barcos navegam por um dos fiordes chilenos e para a Antártida. A cidade é também servida por um aeroporto internacional, que tem voos para as cidades mais importantes do Chile, para Ushuaia na Argentina e para as Ilhas Falkland/Ilhas Malvinas.

A cidade foi fundada em 1848 como uma pequena colónia penal e foi a partir dos últimos anos do século XIX até a abertura do Canal do Panamá um dos portos mais movimentados do Chile. O tráfego de navios, a criação de ovinos e a descoberta de depósitos de ouro conduziu a cidade para um desenvolvimento económico notável, que atingiu o seu pico entre 1890 e 1940. As evidências da prosperidade do início do século XX são os edifícios históricos como o Palácio Sarah Braun no estilo neo-clássico francês, o palácio José Menéndez, lar dum clube do exército, e o palácio Braun Menéndez, que agora abriga o Museu Regional de Magallanes, que tem um número de quartos duma casa de cidade com móveis e objetos do final do século XIX/início do século XX. Todos estes edifícios encontram-se no centro de Punta Arenas perto da Plaza Muñoz Gamero, conhecida como Plaza de Armas.

Estreito de Magalhães, Punta Arenas, Chile. Autor e Copyright Marco Ramerini

Estreito de Magalhães, Punta Arenas, Chile. Autor e Copyright Marco Ramerini

Museu Maggiorino Borgatello, Punta Arenas, Chile. Autor e Copyright Marco Ramerini

Museu Maggiorino Borgatello, Punta Arenas, Chile. Autor e Copyright Marco Ramerini

O centro da cidade é a praça Muñoz Gamero (Plaza de Armas). Na praça fica um grande monumento dedicado ao explorador português Fernão de Magalhães, que lembra da primeira circunavegação do globo e da descoberta do Estreito, onde fica Punta Arenas. Fazem parte do monumento além da figura de Magalhães também outras figuras, incluindo uma dum índio. É crença popular, que todos aqueles, que acariciam o seu pé, voltarão para a Patagônia. Na praça encontra-se a catedral, que remonta a 1892. Há barracas interessantes de produtos artesanais locais.

O mais belo museu de Punta Arenas é o Museu salesiano Maggiorino Borgatello, um museu criado pelos Padres Salesianos italianos no final do século XIX, que tem uma rica coleção etnográfica, de história natural, de paleontologia, de fauna e de flora, de história das missões e de mineralogia. A 7 km ao nordeste do centro da cidade ao longo da costa do estreito de Magalhães há um museu dedicado à expedição de Magalhães: O Museu da Nao Victoria. Outros museus são o Museo del Recuerdo com sede no Instituto de la Patagonia de la Universidad de Magallanes e o Museu Naval y Marítimo de Punta Arenas.

O clima em Punta Arenas.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

dealform 336x280
banner
Siga-nos no Facebook
Mantenha-se informado sobre Guia Viagem
×
eXTReMe Tracker