Home / Fotografia / Fotografia astronómica / O Astro rastreador Star Adventurer SkyWatcher: teste do instrumento
Sky Adventurer SkyWatcher.
Star Adventurer SkyWatcher.

O Astro rastreador Star Adventurer SkyWatcher: teste do instrumento

Escrito por Marco Ramerini.

Se já tentou tirar fotos à noite das estrelas, vai perceber, que precisa dum tripé estável a fim de fazer as exposições mais longas possíveis, de modo a recolher o máximo de luz. Com um tripé estacionário, mesmo com uma lente grande-angular o tempo de exposição não pode exceder 30 segundos. No caso contrário terá que as estrelas não são pontos e vai fotografar apenas as faixas das estrelas causadas pelo movimento da rotação da Terra. A fim de prolongar a exposição e conseguir imagens de estrelas como pontos precisa de equilibrar o movimento da Terra com um astro rastreador.

Falamos do Star Adventurer SkyWatcher, um astro rastreador portátil, que permite tirar fotos para o céu, compensando o movimento de rotação da Terra. O peso do corpo central é de apenas 1,2 kg. Para isso deve adicionar o peso da base de latitude (ou montagem equatorial) e certos acessórios, que permitem a colocação da câmera no astro rastreador. O astro rastreador possui uma capacidade de carga máxima de 5 kg e uma boa precisão de rastreamento. Considerando estes valores, podemos dizer que é adequado para ser carregado com uma câmara SLR digital e com as lentes até um máximo de 300 mm de comprimento focal.

O kit, que testámos, é feito a partir do corpo do Star Adventurer SkyWatcher com telescópio polar integrado com o iluminador para o telescópio polar a base da latitude (ou montagem equatorial), a junção para a cabeça de montagem, a bola do suporte a L para a câmara ou um pequeno telescópio e um contrapeso de 1 kg com a haste de fixação. O astro rastreador é alimentado por quatro pilhas AA (stylus) ou com um conector USB. Tudo é acompanhado por um bom manual em inglês. O custo do astro rastreador completamente equipado é de 360 € e com o contrapeso são 25 € mais. Nós temos comprado em linha no Teleskop Service/Teleskop Express da Alemanha com um ótimo serviço rápido na entrega.

O Star Adventurer SkyWatcher suporta três tipos de velocidade: Solar, lunar e sideral. Há outras 4 velocidades para executar o Time lapse. Através de um cabo (não fornecido) pode controlar automaticamente o obturador duma câmera digital SLR (DSRL). Prefiro usar um temporizador externo a ser aplicado à câmera.

Para montar o astro rastreador é preciso de ter um bom tripé foto. Uso um tripé Manfrotto 190XPRO4 em alumínio. O tripé é equipado com uma cabeça de montagem da bola Manfrotto BHQ2. Esta combinação é calibrada para trazer um peso máximo de 7 kg.

Nebulosa Nord America, Cygnus. Objetiva Canon USM(70-300 mm) 70 mm F 4.0, ISO 1600, velocidade do obturador 2 minutos, seguindo com a Sky Adventurer SkyWatcher. Autor e Copyright Marco Ramerini

Nebulosa Nord America, Cygnus. Objetiva Canon USM(70-300 mm) 70 mm F 4.0, ISO 1600, velocidade do obturador 2 minutos, seguindo com a Star Adventurer SkyWatcher. Autor e Copyright Marco Ramerini

A base de latitude (montagem equatorial) é facilmente aparafusada sobre o parafuso do tripé. Depois de ter posicionada a base da latitude tenha cuidado para desbloquear a alavanca antes de mudar a latitude da base, que não está bem especificada no manual. Então coloque o corpo do Star Adventurer SkyWatch, mas primeiro deve ainda desapertar o parafuso adaptador (conversor de 1/4″ para 3/8″), que está normalmente já posicionado no corpo do Star Adventurer. Isso está claramente especificado no manual.

Quando inserimos o Star Adventurer Skywatcher na montagem equatorial, temos que ter a certeza de que o parafuso de ajuste é virado para a frente – para cima – , como é claramente mostrado no manual de instruções.

Agora o próximo passo é orientar com a ajuda do telescópio polar o Star Adventurer SkyWatcher para o pólo celeste. Para ajudar apontar o telescópio polar um iluminador seria útil. Aqui existe um pequeno problema: Não é especificado em qualquer lugar do manual, que tipo de bateria a ser utilizado para alimentar a pequena lâmpada deste iluminador. Pode fazê-lo também com o uso duma fonte de luz diferente.

Nebulosas Omega (M17), Eagle (M16), Trifida (M20) e Laguna (M8), Sagitta. Objetiva Canon USM (70-300 mm) 70 mm F 4.0, ISO 1600, velocidade do obturador 2 minutos, seguindo com a Sky Adventurer SkyWatcher. Autor e Copyright Marco Ramerini

Nebulosas Omega (M17), Eagle (M16), Trifida (M20) e Laguna (M8), Sagitta. Objetiva Canon USM (70-300 mm) 70 mm F 4.0, ISO 1600, velocidade do obturador 2 minutos, seguindo com a Star Adventurer SkyWatcher. Autor e Copyright Marco Ramerini

Prova de noite no campo:

Ajuste a montagem equatorial aproximadamente na latitude do lugar, onde encontra-se. Procure a Estrela Polar (ou o Polo Sul) e fazê-lo através do movimento da cabeça equatorial e o nivelamento do tripé para trazê-lo dentro do telescópio polar. Em seguida use um aplicativo no seu telefone. Uso Polar Finder para ver, onde nos cruzamentos tem que colocar a Estrela Polar (ou o Polo Sul) depois que colocou o pólo celeste e apertou o anel de embraiagem do Star Adventurer e bloque tudo. Uma vez colocado o nivelamento do tripé e colocado no lugar certo o pólo celeste está pronto para iniciar a sessão de fotos. A partir deste ponto é crucial não mover o tripé e os parafusos. Para apontar a área do céu, que quer fotografar, só pode mover a câmera através da cabeça de montagem da bola.

Via Láctea na constelação de Sagitário. Objetiva Canon USM (11-20 mm) 11 mm F 2.8, ISO 400, velocidade do obturador 3 minutos, seguindo com a Sky Adventurer SkyWatcher. Autor e Copyright Marco Ramerini

Via Láctea na constelação de Sagitário. Objetiva Canon USM (11-20 mm) 11 mm F 2.8, ISO 400, velocidade do obturador 3 minutos, seguindo com a Sky Adventurer SkyWatcher. Autor e Copyright Marco Ramerini

Agora a cabeça de montagem (a bola) é montada acima da câmara fotográfica. Coloque o interruptor do astro rastreador para N, para o hemisfério norte ou S, para o hemisfério sul e ative o Star Adventurer colocando-o na velocidade sideral. O ruído do motor é quase imperceptível, sendo tão silencioso, mas a ferramenta faz o seu trabalho e se tiver feito o apontar para o pólo celeste com precisão, ele consegue com precisão excelente.

Neste ponto precisa de executar o foco manual. Coloque o objetivo de foco manual usando o live view e centre uma luz distante ou uma estrela. Deve aumentar a ampliação do live view até 10x e então deve focalizar a luz da melhor maneira possível. Deve-se fazê-lo com muito cuidado. Depois de focalizar introduza o cabo temporizador na câmara fotográfica, ligue a câmera e colocque-la em modo manual. Use o tempo de exposição do BULB. Separe o balanço de branco da luz do dia (sol) e tire fotos no formato RAW, que lhe permitirá mudar a imagem na pós-produção. A melhor ferramenta e a mais poderosa para uma pós-produção é Photoshop. Tente alterar a sensibilidade. Os melhores resultados são obtidos a 800 e 1600 ISO.

Separe o temporizador de acordo com o tempo de exposição, que pretende utilizar e defina quantas fotos deseja executar. Se fizer mais exposições certifique-se de que existe um pequeno intervalo de tempo entre um tiro e o seguinte, porque a câmera emprega um pouco de tempo para salvar o formato RAW. Lembre-se de ter removido a redução automática de ruído em grandes exposições. Noutro caso a câmara fotográfica irá demorar alguns minutos para salvar a imagem.

Sky Adventurer SkyWatcher.

Star Adventurer SkyWatcher.

O primeiro teste deste astro rastreador fizemos durante uma noite de lua nova, mas com uma humidade enorme e às vezes com uma névoa ligeira. Tentamos rastrear usando uma lente grande angular Tokina 11/20 mm F2.8 mm e uma objectiva mm Canon USM 70/300 F4.0. Com a objectiva de 11 milímetros somos ido até 5 minutos de exposição. Com a objectiva de 70 milímetros somos ido até 4 minutos de exposição sem quaisquer problemas. No caso de uso da objectiva de zoom de 70/300 mm em determinadas configurações deve usar o contrapeso (opcional). Noutro modo corre o risco de desequilibrar o instrumento obtendo fotos borradas.

O astro rastreador nos surpreendeu positivamente: Se o apontamento da Estrela Polar (ou do Polo Sul) é feito com precisão, o astro rastreador segue com precisão sem problemas, mesmo com focal bastante elevada. Alguns dos resultados da noite são publicados nesta página.

Equipamento utilizado:

  • Star Adventurer SkyWatcher com telescópio polar integrado, iluminador para o telescópio polar, montagem equatorial, junção para a montagem da cabeça de montagem (a bola), suporte em forma de L para a câmara ou pequeno telescópio e contrapeso dum quilograma com a haste de fixação.
  • Tripé Manfrotto 190XPRO4 de alumínio.
  • Cabeça de montagem (a bola) Manfrotto BHQ2.
  • Câmera fotográfica digital Canon EOS100D.
  • Controlo remoto timer JJC tm-c para Canon.
  • Objectiva Tokina 11/20 mm F2.8.
  • Objectiva Canon USM 70/300 mm F4.0
  • Lanterna elétrica.
  • Telefone celular com app Polar Finder.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

dealform 336x280
banner
Siga-nos no Facebook
Mantenha-se informado sobre Guia Viagem
×
eXTReMe Tracker